SAMSUNG CSC

É oficial! Depois de muita espera e especulações a Samsung revelou finalmente o que causava os conhecidos problemas no Galaxy Note 7. Poderia resumir tudo com a palavra “bateria”, contudo, vamos aprofundar um pouco mais o assunto.

Mais de 200 mil equipamentos foram testados intensivamente de modo a descobrir anomalias na resistência a água, carregamento wireless, carregamento rápido, USB Type-c, problemas de software e até mesmo o scanner de íris.

Mesmo com todos estes testes a Samsung não conseguiu encontrar problemas, a lacuna de situações adversas levou a empresa a examinar as linhas de produção com o auxílio de investigadores da UL, Exponent e TUV Rheinland AG.

   

Vê ainda: Ming-Chi Kuo vê a Apple a abandonar o Touch ID e adotar o reconhecimento facial

Com todos estes testes intensivos, concluíram que estes problemas se deveram simplesmente a baterias mal construída, mas e então, o que é que causava as explosões no Samsung Galaxy Note 7?

SAMSUNG CSC

As baterias que vinham equipadas nos primeiros Note 7 apresentavam problemas no seu canto superior direito, uma vez que se os eletrodos positivos encontravam-se com os negativos, devido a uma deficiência na camada protetora que se encontrava entre eles. Quando um polo positivo e negativo se juntam existe um curto-circuito.

Não percas: Rádio Popular acusada de burla: Empresa vendeu iPhones recondicionados como novos

Os equipamentos que vieram substituir o primeiro lote de equipamentos explosivos apresentavam também problemas na bateria, no entanto, neste caso eram as barras de soldagem das abas positivas que eram demasiado altas. Tal soldagem causou a penetração do isolamento e do separador, ou seja, “energia positiva” voltou a se encontrar com a “negativa” provocando também um curto-circuito.

Em suma, a Samsung teve azar a dobrar! Quando corrigiu um problema, criou outro e acabou por ter o mesmo resultado, smartphones a explodir a torto e a direito.

Este comunicado vem trazer mais tranquilidade a todos os utilizadores Samsung e fãs da marca. O Samsung Galaxy S8 está aqui à porta e espera-se que a Samsung invista seriamente em segurança dos positivos, porque um smartphone com problemas conseguimos entender, mais do que isso terá um impacto super negativo na empresa.

Talvez queiras ver:

Hugo Barra abandona Xiaomi para regressar a Silicon Valley

2017 – As Expectativas e o que vai mudar na 4gnews

Samsung Galaxy S8 perderá por completo a corcunda na câmara traseira