Galaxy-S6-Edge-vs-Galaxy-S6

Devo dizer que honestamente fiquei surpreendido com a Samsung nesta MWC, foi uma surpresa agradável ver uma mudança radical de visual e ideologia.

Muitos reclamam que realmente perdeu o cartão de memória e a bateria removível, que era onde a Samsung se apoiava para se diferenciar, mas também não é novidade que a Samsung estava a perder o jogo, por isso mudar de estratégia pareceu-me correto.

   

Segundo o Analista Henry H Kim do Citibank, depois de rever os números que a Samsung poderia vender este ano dos novos Flagships, o Galaxy S6 e o Galaxy S6 Edge, a empresa Sul-Coreana teve de aumentar o fluxo de fabrico de 12 para 13 Milhões só nos meses de Março e Abril.

Segundo o analista, se os prognósticos de vendas iniciais fossem 38 Milhões, logo depois da apresentação subiu para os 46 Milhões de smartphones num ano.

Pela segunda vez considero comprar um Samsung, depois de ter dito adeus ao meu S3, olho para o Galaxy S6 edge com olhar apaixonado, os preços esses parecem não ser os mais convidativos, no entanto a qualidade de construção dos dois flagships da Samsung é fora do normal.

Talvez queiras ver:

 

entários abaixo. E que tal ajudares um projeto Português? Sabe mais

Queres ser nosso amigo? Segue-nos nos meios de comunicação.