Samsung: "Precisamos vencer a Apple para sobreviver", e-mail Confidencial

Filipe Alves

Apple-Samsung-Trial

Mais comum que os vazamentos sobre o iPhone 6 é a batalha nos tribunais entre estre as gigantes Apple e Samsung. Hoje a Apple mostra um documento chamado de "tsunami". No documento nota-se bem o quão preocupante é para a Samsung "derrotar a Apple, para conseguir sobreviver."

No documento pode ler-se: "bater a Apple já não é apenas um objetivo. É a nossa estratégia de sobrevivência. " Uma estratégia que faz sentido, dado o fato de que a Samsung tem sido uma das únicas empresas de smartphones que realmente domina o mercado de smartphones dos EUA, melhor do que Apple". Outros documentos anteriores ainda revelou que Sohn considerava o lançamento do iPhone 5 como sendo um tsunami: "Como sabe, haverá um tsunami quando o iPhone 5 for lançado", e "Isso vai acontecer em meados de setembro ou outubro. De acordo com a direção do CEO, temos que estabelecer um plano para neutralizar este tsunami. "

Junto com o documento "tsunami", a Apple trouxe um e-mail anterior de Sohn para Pendleton datado a 4 de Outubro de 2011 - no mesmo dia, a Apple anunciou o iPhone 4S - sugerindo que a empresa deveria contactar a Google para trabalhar numa campanha publicitária para atacar a Apple , mas de forma indireta.

"Como tem visto anteriormente, não somos capazes de lutar (contra a Apple) diretamente com o nosso marketing. Se a posição da Samsung continuar a ser a de evitar atacar a Apple, dando-lhe estatuto como um grande cliente, podemos contactar a Google e pedir-lhes para lançar uma campanha contra a Apple com base nos imensos e melhores produtos Android disponíveis no mercado para Q4? "

Este foram os e-mails que a Apple mostram em quadra, bastante surpreendente não?

Screen-Shot-2014-04-18-at-13.02.40

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.