Samsung pondera recolher o Galaxy Note 7 após explosão de algumas unidades

Rui Bacelar
Imagem fonte: www.depositphotos.com

A gigante sul-coreana, Samsung, está a ponderar emitir uma ordem de recolha geral dos seus novos Galaxy Note 7 já tinha sido suspensa mas com mais de 400 000 unidades já em circulação no seu país natal não admira que a Samsung esteja a colocar a segurança acima de tudo caso decidam recolher todas as unidades vendidas até à data.

Imagem fonte: www.depositphotos.com

Estes acidentes acontecem, nem tudo é perfeito e há sempre uma margem para erro, por mais ínfima que esta seja. O que difere uma marca responsável das demais é a gestão destes percalços e pessoalmente vejo com bons olhos o plano de contingência da Samsung. Mesmo que esta falha só atinja 1% das unidades em circulação, estaríamos a falar de 4000 unidades que podiam explodir enquanto carregavam.

De acordo com o jornal "The Korean Herald", a Samsung estava a ponderar trocar as baterias dos Galaxy Note 7 explodir? Sabíamos que era a bateria, aliás, é sempre este o culpado pois é aqui que está concentrada a reserva de energia para dar vida ao equipamento. Ora, apesar da Samsung produzir as próprias células de bateria, a embalagem final das mesmas, o battery pack é levada a cabo por uma outra empresa, a " Korean ITM Semicondutor" para o mercado sul-coreano e que agora deve estar a prestar contas à Samsung.

Aproveita para ler outros artigos e lançamentos nesta IFA16:

  • Xperia XZ e Xperia X Compact: As novas e promissoras apostas da Sony
  • Huawei MediaPad M3 com 8.4″ QHD e engenharia Harman/Kardon é oficial
  • Huawei Nova e Huawei Nova Plus oficialmente apresentados

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.