Samsung: novo serviço de reparação torna terminais mais ecológicos

Mónica Marques
Comentar

A Samsung é uma das empresas de tecnologias que mais aposta na prática de uma "política verde" e agora com o seu novo serviço de reparação dá mais um passo para a proteção do meio ambiente.

Tudo porque a marca está a planear incluir materiais reciclados na reparação de smartphones.

Novo serviço verde de reparação chega antes do final do primeiro trimestre

Samsung Galaxy A53
Novo serviço de reparação com materiais reciclados pode reduzir substancialmente o custo da reparação

Nos últimos anos, a Samsung tem-se mostrado bastante ativa na proteção do meio ambiente praticando uma "política verde" que inclui a utilização de energias renováveis e de materiais reciclados na sua linha de equipamentos.

Agora, ao que tudo indica, vai criar um novo serviço de reparação de equipamentos que irá recorrer a materiais reciclados para proceder às reparações necessárias. Por outras palavras, a gigante sul-coreana irá começar a certificar peças de reposição, concebidas em materiais reciclados, que usará para reparar os equipamentos.

Para ter a confiança total dos utilizadores neste novo serviço, a Samsung irá também implementar um procedimento de controlo de qualidade bastante rigoroso que vai garantir que as peças recicladas têm um desempenho igual às de origem.

Entretanto, alguns especialistas do mercado já calcularam que esta nova medida da Samsung pode ter resultados bastante significativos. Segundo estes especialistas o uso de materiais reciclados para substituir um ecrã num dispositivo móvel, por exemplo, pode reduzir para metade o custo da reparação.

Relatório financeiro preliminar indica que a Samsung aumentou a sua receita

Outras notícias relacionadas com a Samsung dão a conhecer os dados de um relatório financeiro preliminar do último trimestre que traz boas notícias à empresa.

Segundo os primeiro cálculos, o lucro operacional terá aumentado 50% para 10,6 mil milhões de euros, o que supera as previsões dos especialistas. Também a receita terá crescido em 18% para 57 mil milhões de euros, o que mais uma vez ultrapassa as expetativas.

Para este resultado terão contribuído o preço elevado das unidades de memória, assim como a forte procura por processadores. De acordo com alguns especialistas, até ao final de março, a Samsung terá vendido um pouco mais de seis milhões de unidades do Galaxy S22, o que está alinhado com as previsões.

A 28 de abril, a Samsung irá divulgar um relatório financeiro trimestral mais detalhado, onde será possível confirmar todas as informações.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.