Samsung já começou a produção em massa das memórias GDDR6

Rui Bacelar
A marca vai redobrar a sua aposta na construção e produção de memória RAM, entre outros projectos ©reuters

O anúncio foi feito), a Samsung já está a produzir as memórias GDDR6 para a tua próxima placa gráfica! A nova geração de memórias é uma versão especializada do padrão DRAM que será suportada por todos os três maiores produtores de memórias.

Vê ainda: d grátis por tempo limitado

Com o passar do tempo, a indústria terá uma grande variedade de aplicações para as memórias GDDR6. Apresentará vários preços e requerimentos de performance. Até lá, a Samsung já anunciou que os módulos GDDR6 de 16GB já entraram em produção em massa. Em breve as placas gráficas (e não só), poderão usufruir deste novo componente.

Trata-se de um novo tipo de módulos que apresenta uma velocidade de transferência de dados na ordem dos 18 Gbps por pino e uma largura de banda de 72 GB/s total. Aqui, um subsistema de memória a 256-bit destas memórias DRAM's terão uma largura de banda combinada de 576 GB/s. Já por outro lado, um subsistema de memória a 384-bit alcançará os 864 GB/s.

Samsung já iniciou a produção das memórias GDDR6

A nova arquitectura de memórias GDDR6 permitirá à Samsung atingir maiores velocidades de transferência de dados. Para aumentar toda a velocidade de interface, as GDDR6 foram completamente re-desenhadas por forma e por dentro. Os detalhes consistem numa configuração de Input e Output (I/O) de x8/x16 para além de um canal por chip. Já a nível físico as novas memórias GDDR6 terão o mesmo BUS 16-/32-bit apesar de agora terem um funcionamento diferente (dois canais).

Boas notícias para a tua próxima placa gráfica

Os novos chips de memória. Maior velocidade garantida!

Para além de terem uma melhor performance, as memórias GDDR6 que já entraram em produção consumirão menos energia. Com efeito, os chips de 16GB de memória GDDR6 vão funcionar a 1.35 V. Cerca de 13% menos energia do que os 1.55 V exigidos pelas memórias GDDR5 de alta-performance.

A Samsung utiliza um dos seus processos de construção a 10nm na produção destes módulos de memória GDDR6. A própria Samsung alega que a produtividade aumentará cerca de 30%, valor referente à produção das memórias em si. Quando comparadas com a geração anterior, os módulos GDDR5 de 8GB que utilizam o processo a 20nm.

Ora, se a produtividade da Samsung aumenta, isto quer dizer que serão produzidos mais módulos por lote mas aqui a marca não avança mais detalhes. Estaremos atentos assim que as primeiras aplicações físicas para estes componentes começarem a surgir no mercado.

Assuntos relevantes na 4gnews:

d

alaxy S9. Especificações reveladas por “acidente”

Xiaomi Redmi Note 5 e 5 Plus revelam especificações e design

Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.