Home Android

Samsung, Huawei, Apple e Xiaomi lideram no 3º trimestre do ano – Gartner

Esta agência aponta uma ligeira recuperação do mercado e promete um novo "Boom".

Xiaomi Huawei mercado 5G NEC Apple iPhone X Samsung Samsung Galaxy S9 Apple iPhone X reuters
A tecnológica sul-coreana prepara-se para apostar no 5G ©reuters

À medida que nos aproximamos do final de 2018 continuam a surgir novos relatórios e informações sobre o mercado de smartphones. Após os relatórios da IDC bem como da Counterpoint, temos agora os dados da agência Gartner. Trata-se de mais um indicador do desempenho de marcas como a Samsung, Huawei, Apple bem como da Xiaomi.

Relembro ainda que todo o mercado de dispositivos móveis se encontra em recessão, sobretudo nos maiores palcos mundiais como o mercado chinês. Todavia, os novos dados da Gartner dão-nos alguma esperança e prometem o próximo “Boom”.

Vê ainda: Play Store: Estes são os melhores jogos de 2018

Em primeiro lugar, face ao período homólogo de 2017, o número de smartphones vendidos aumentou 1.4%. Isto é, face ao terceiro trimestre de 2017 venderam-se mais smartphones durante o terceiro trimestre de 2018.

Nesse sentido podemos ver que a Samsung continua em primeiro lugar mas, todavia, perdeu 3.4% da sua quota de mercado. Já a Apple, em terceiro lugar, manteve os seus 11.8% de quota de mercado. Já a Huawei segura o seu segundo lugar e a Xiaomi o quarto.

Samsung mantém-se em 1º lugar, Apple em 3º

Em segundo lugar, torna-se evidente a ameaça das fabricantes chinesas como a Huawei e Xiaomi ao domínio da sul-coreana Samsung. Apesar de esta manter a posição cimeira e manter a Apple em terceiro lugar, certo é que perdeu mais de 3 pontos percentuais de quota de mercado. Em suma, o advento de fabricantes mais económicas e competitivas como a Xiaomi e até mesmo a Huawei é notório e inegável. Agora, resta saber como é que a Samsung reagirá perante as contínuas e redobradas investidas das rivais chinesas.

Xiaomi Apple Samsung Huawei smartphones Gartner
Dados da @Garner publicados em Dezembro de 2018

Comprovando a importância da Huawei e Xiaomi, se subtraíssemos os smartphones vendidos por ambas as fabricantes, o resultado seria negativo. Isto é, sem os seus números, todo o mercado de smartphones teria caído em 5.2% no volume de vendas.

Sem a Xiaomi e Huawei o mercado teria contraído 5.2%

Segundo os analistas da Gartner, os ganhos da Xiaomi e Huawei assentam sobretudo na sua competitividade. Com preços baixos, ecrãs de alta resolução bem como uma aposta forte nas câmaras fotográficas. Tudo isto contribuiu para o grande crescimento da Xiaomi e Huawei no terceiro trimestre de 2018.

Em suma, com a Xiaomi a conquistar cada vez mais o segmento de entrada e gama média, entendemos perfeitamente estes números. Já por outro lado, com a Huawei a crescer cerca de 43% de ano para ano no volume de smartphones vendidos.

Huawei Apple Samsung Xiaomi Redmi S2 OnePlus Xiaomi Huawei Samsung Android Xiaomi Mi 7 Android Smartphone Xiaomi Mi 7
A tecnológica chinesa continua a crescer a bom ritmo. ©reuters

Nesse sentido podemos referir o perfeito exemplo do Huawei Mate 20 Pro, o novo topo de gama. Continua a ser mais económico (ligeiramente) do que as ofertas da Apple e Samsung. Ao mesmo tempo, a sua qualidade é cada vez mais equiparável à das rivais.

E as vendas da Apple e da Samsung?

Em primeiro lugar a Apple vendeu um total de 45 milhões de smartphones durante o terceiro trimestre de 2018. Esta mesma cifra foi atingida durante o terceiro trimestre de 2017, permanecendo a Apple com a mesma quota de mercado – 11.8%.

Em segundo lugar, a Samsung vendeu um total de 73.3 milhões de smartphones durante o terceiro trimestre de 2018. Todavia, a sua quota de mercado caiu de 22.3% para 18.9% de ano para ano. Em suma, a Samsung foi a “grande” que mais perdeu de ano para ano segundo os dados da Gartner.

O que mais nos diz a Gartner?

O relatório aborda ainda os mais recentes topos de gama da Apple. Nesse sentido refere que o novo iPhone XS Max está a vender muito melhor do que o Apple iPhone XS, a versão standard deste iPhone.

A agência aponta ainda a preferência por smartphones de grandes dimensões, algo que também ajuda a justificar a popularidade do iPhone XS Max. Todavia, na China e em vários mercados europeus, foi a Huawei a dominar as vendas.

O “5G” pode trazer o próximo “Boom” de vendas nos smartphones

A agência Gartner aponta que o mercado de smartphones pode registar um grande aumento, um grande “Boom” em 2020. Seja nos números da Samsung, Apple, Huawei bem  como a Xiaomi, a próxima revolução nas telecomunicações será a “faísca” necessária.

Huawei Apple Samsung Xiaomi smartphones
O modelo de 2017 e o modelo de 2018. Ambos com mais de uma câmara na sua traseira. Os topos de gama da Huawei. ©iFixit

Esta mesma entidade aponta que numa fase inicial os smartphones com 5G serão caros e pouco divulgados. Todavia, no espaço de dois a três anos a sua popularidade será suprema, tendo previsto mais de 65 milhões de smartphones vendidos.

Em suma, espera-se que o mercado mundial de smartphones continue “morno”, pelo menos até que chegue a revolução do 5G. Até lá, marcas como a Samsung enfrentam novos desafios perante o crescimento da Huawei e Xiaomi.

Já a Apple, enquanto marca premium, poderá manter-se mais ou menos confortável no seu terceiro lugar. Todavia, a tecnológica de Cupertino quer chegar a todo um novo segmento de mercado. Veja-se por exemplo o Apple iPhone XR, o seu dispositivo móvel mais acessível.

Editores 4gnews recomendam:

Apple e Amazon juntam-se e poderão criar algo épico

Android TV e mais 4 gadgets abaixo de 25€ que valem a pena comprar

Google Play Store: 8 jogos viciantes que não queres ter no teu smartphone

Fonte | Via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).