Confesso, relógios estão para mim como batons para a Margarida (Talvez nem tanto, mas próximo). Este acessório masculino e feminino tem crescido em opções, marcas, formatos e funcionalidades. Para mim, nenhum acessório representa tão bem a síntese do homem moderno quanto o desenvolvimento do design de relógios nas últimas décadas e agora com os relógios inteligentes como é o caso deste Samsung Gear S3.

Com formatos extremamente versáteis para todos os estilos e ocasiões é difícil não encontrar um que te deixe preso à montra (e já não é preciso gastar fortunas para ter uma preciosidade no pulso). É um acessório indispensável no meu dia-a-dia mas sou extremamente picuinhas no que diz respeito à sua aparência e é raro gostar desta nova moda a que chamam Relógios Inteligentes, a.k.a Smartwatch. Até que vi este Gear S3 e pensei- ” Sim, isto é capaz de passar despercebido como um relógio convencional, até que não está nada feio”.

   

GearS3_DesignSamsung_Main_2

Vê também: Samsung Gear S3: Preços e disponibilidade do novo smartwatch da Samsung

Ora, uma dica para escolheres o melhor tipo de relógio para o teu pulso. Não é preciso muito mais do que bom senso. A regra é bastante simples. És alto e forte? Relógios grandes e corpulentos com uma caixa grande e de preferência metálica. És baixo? O melhor será um relógio com caixas menores e que não pese tanto no pulso. Caso contrário das duas uma, ou terás uma “cebola” no braço ou parecerá que ganhaste o relógio na caixa dos cereais mas, adiante que isto já parece um blog de moda.

Enquanto techblogger tenho assistido à maturação deste sector dos smartwatches com particular interesse. À medida que os equipamentos ganham cada vez mais funcionalidades algo que parece ter sido esquecido foi a autonomia dos mesmos e este Samsung Gear S3 promete uma autonomia que ronda os 5 dias de utilização equilibrada, estou ansioso para testar este valores.

GearS3_DesignSamsung_Main_3

Outra das coordenadas da evolução dos relógios inteligentes é a sua aparência. Por muito funcionais que sejam os “Pebble”, ao verem aquilo no teu pulso vão pensar que és um geek ou que não tens grande sentido de estética ou classe. Aliás, isto é algo que afecta cerca de 80% dos relógios inteligentes (na minha opinião). Alguns ainda tentam ser bonitos mas para conseguir albergar os necessários componentes tecnológicos acabam por criar uma caixa enorme e desproporcional para o relógio em si. E não, não gosto de cebolas, a moda dos SWATCH Scuba já passou há muito.

Ora, há medida que várias construtoras focam a sua atenção na aparência dos relógios inteligentes, a Samsung apresentou-nos o seu Gear S3 e diga-se de passagem, tal como o seu antecessor este novo acessório é bem bonito, elegante e passa no meu teste. Quanto às suas funcionalidade, conforto e autonomia, a seu devido tempo teremos oportunidade de o testar.
Nesta IFA até o estilista Michael Kors apostou nos relógios inteligentes o que demonstra o potencial deste sector. Ora, por seu lado, a Samsung mostrou-nos um Gear S3 com caixa metálica em Aço inoxidável com mostrador circular, o aro metálico e o sistema operativo Tizen com a interface simples e apelativa que já anteriormente tive oportunidade de testar no Gear S2.

A nível de funcionalidade e sensores temos aqui as habituais capacidades de monitorização da tua atividade física, um sensor de batimentos cardíacos e um mostrar redondo, um perfeito status quo entre inovação e aparência clássica e intemporal neste novo Gear S3.

Talvez queiras ver:

ViaYouTube
FonteSamsung Portugal
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).