Samsung Galaxy Z Flip4: todos os segredos do smartphone foram revelados

Bruno Coelho
Comentar

Aproximamo-nos a passos largos do evento de verão da Samsung. Além dos novos relógios inteligentes, esse é o evento onde será apresentada a nova geração de smartphones dobráveis: os Galaxy Z Fold4 e Galaxy Z Flip4.

Graças às renderizações divulgadas pelo OnLeaks e 91mobiles, em maio tivemos acesso ao alegado design do smartphone. Agora surgem as alegadas especificações do aparelho, que nos permitem pintar o quadro completo.

Crédito: OnLeaks/91mobiles
Crédito: OnLeaks/91mobiles

Samsung Galaxy Z Flip4 om Snapdragon 8+ Gen 1

Segundo o leaker Yogesh Brar, podemos contar com um smartphone dobrável comandado pelo processador Snapdragon 8+ Gen 1, da Qualcomm. Este será acompanhado por 8 GB de memória RAM e 128 ou 256 GB de armazenamento interno.

O ecrã principal será um sAMOLED de 6,7 polegadas, com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 120 Hz. Na parte de trás vamos encontrar um ecrã AMOLED de 2,1 polegadas para as informações básicas.

Samsung Galaxy Z Flip4 5G- Main: 6.7" FHD+ sAMOLED, 120Hz- Outer: 2.1" sAMOLED- Snapdragon 8+ Gen 1 SoC- 8GB RAM- 128/256GB storage- Main Cam: 12MP + 12MP (UW)- Inner Cam: 10MP- Android 12, OneUI 4- 3,700mAh battery, 25W wired, 10W wireless

— Yogesh Brar (@heyitsyogesh) 1 de junho de 2022

Ao nível da fotografia, o smartphone deve chegar com uma câmara principal de 12 MP, acompanhada por uma ultrawide com os mesmos 12 MP. A câmara interior para selfies será de 10 MP.

A fonte refere ainda que o terminal chegará com uma bateria de 3700 mAh, pouco expressiva. Ao nível de carregamento, os utilizadores podem esperar melhorias. Serão até 25 W com fios, ou 10 W de carregamento sem fios. O Samsung Galaxy Z Flip4 chegará com Android 12 de fábrica, com a OneUI 4 por cima.

Até confirmação oficial, devemos olhar para estes dados com uma pitada de sal.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.