Samsung Galaxy S9 Android
O Samsung Galaxy S9 representa a visão de futuro para a tecnológica sul-coreana @Forbes

Como é que a Samsung pode fazer com que o seu próximo smartphone Samsung Galaxy S9 brilhe ao lado da concorrência e desta se destaque? Bastará um processador melhor? Bastará uma nova câmara? A sua aparência deverá ser semelhante à dos Galaxy S8, provavelmente com umas margens mais reduzidas. Para já, o Samsung Galaxy S9 ainda não tem data de apresentação oficial. Agora, como é que este produto se poderá destacar e impor face ao Apple iPhone X?

Vê ainda: 25 Apps gratuitas na Google Play Store para o teu Android

A resposta, tal como no iPhone, deverá passar pela biometria. Pelos mecanismos de desbloqueio do smartphone. A tecnológica sul-coreana pode estar pronta para apresentar uma nova tecnologia de desbloqueio através da impressão digital. Por baixo do ecrã. Algo que já há muito era debatido.

Fundamentando tais alegações temos a publicação do site LetsGoDigital. Aqui é dada a conhecer uma nova tecnologia que deverá constar do Samsung Galaxy S9, para além de todas as suas restantes características técnicas.

Por sua vez, esta publicação baseia-se numa submissão de patente internacional em abril de 2017. Já a mesma patente havia sido registada na Coreia do Sul em 2016. Datas que nos mostram a ambição da Samsung em levar avante esta tecnologia. Algo que não tem sido fácil.

O sonho da Samsung para o seu Galaxy S9

A alocação do sensor de impressões digitais / biométrico, debaixo do ecrã permitirá que os smartphones sigam a atual tendência de maior ecrã / tela e melhores margens / bezels.

Ou, no caso da Samsung, ecrãs com as laterais curvas que escondem estas mesmas margens. Posto isto, onde poderia ficar o leitor de impressões digitais? Sem ser na estranha posição que valeu tantas críticas ao Galaxy S8.

Note-se, não há qualquer mal, sobretudo sob o ponto de vista da engenharia, em colocar este sensor na traseira do equipamento. Contudo, seria ideal se este estivesse numa posição central e não lateral. Mais ainda, sob o ponto de vista do design, a sua presença na traseira não é de todo bem-vinda. A linguagem de design fica algo fragmentada, interrompida.

A solução da Apple? Remover completamente este mecanismo de desbloqueio ao qual chama Touch ID. Em sua vez colocou um reconhecimento facial reforçado e chamou-lhe Face ID. Não existissem os iPhone 8 e iPhone 8 Plus e a Apple chamaria “completamente ultrapassada” a tecnologia Touch ID – veja-se o jack de 3.5mm.

A nova patente sugere uma revolução no ecrã do Samsung Galaxy S9

Segundo avança a Forbes, o Galaxy Note 8 esteve muito próximo de contar com esta nova tecnologia. Contudo, perto do final a empresa não se mostrou satisfeita o suficiente com a reprodução de cor do ecrã na área onde estava presente o sensor de impressões digitais.

Como tal, optou por adiar este passo até que pudesse garantir uma qualidade uniforme e inquestionável em todo o ecrã. Sem excepções. Agora, resta saber se estará tudo pronto a tempo do Samsung Galaxy S9.

A patente cujas imagens acima podemos observar, descreve um sensor de impressões digitais que reveste todo o ecrã. Toda a extensão da tela será um leitor biométrico gigante. Para além disso contará também com um sensor de pressão. Por último, temos o revestimento com vidro.

O leitor de impressões digitais seria ativado em situações específicas. Ou melhor caso um determinado nível de pressão fosse aplicado ao ecrã. A patente mostra também a utilização deste sensor em diversas áreas do ecrã. Seja para aceder às pastas secretas no teu Samsung Galaxy S9 ou para aceder à aplicação do banco. Ou até mesmo à galeria de fotografias secretas no teu próximo Samsung Galaxy S9.

Poderá o Samsung Galaxy S9 finalmente incorporar esta tecnologia?

O mesmo mecanismo pode ser aplicado para a autenticação de downloads, para fazer pagamentos online, transações e uma miríade de outras aplicações. Todas elas dependendo da tua impressão digital.

Note-se, e é extremamente importante salientar este ponto. A existência de uma patente não significa que esta tecnologia será empregue no Samsung Galaxy S9, ou em qualquer outro dispositivo para esse efeito. Significa que, tal como é descrita, a tecnologia pertence única e exclusivamente à Samsung.

Podemos concluir, sem cair em especulações, que esta é uma tecnologia na qual a marca tem estado a trabalhar. Agora, não sabemos se estará ou não presente, ou pronta a tempo do Samsung Galaxy S9.

A marca deverá dar um pequeno gostinho, um pequeno vislumbre do seu Samsung Galaxy S9 na feira de tecnologia CES Las Vegas 2018. Feira esta que decorre no início de janeiro do próximo ano. Será uma oportunidade de mostrar este produto a alguns investidores. Não ao público. O produto não será lá apresentado. Mas pode, sem dúvida, por lá dar um ar de sua graça.

De qualquer forma, qual é a tua opinião sobre esta tecnologia? Seria um trunfo suficientemente grande e significativo para fazer frente ao iPhone X? Para já, as dúvidas ainda superam as certezas, em larga escala. Os próximos meses serão repletos de leaks, disso não temos a menor dúvida.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android Oreo 8.0 estará prestes a chegar ao Motorola Moto Z Play

OnePlus 6 – Conceito impressionante com design bem diferente e elegante

Xiaomi Redmi Note 5 – Chegará o smartphone Android ainda este ano?

Viagsmarena
Fonteletsgodigital
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).