Samsung Galaxy S30 (S21): novo sensor poderá estar presente do smartphone topo de gama

Filipe Alves
Comentar

A Samsung acaba de registar o nome Samsung Vizion. Este nome será adaptado ao seu novo sensor ToF (Time of Flight) para a câmara do Samsung Galaxy S30 (S21).

A Samsung introduziu um sensor ToF no Galaxy S20 Ultra, porém, não vimos essa tecnologia no Note 20. Isto porque, segundo as informações, a qualidade do sensor não era melhor. Assim sendo, no Note 20 Ultra temos um laser autofocus.

Para que serve o sensor ToF nos smartphones

Samsung Galaxy S30 nome Samsung Vision

A Huawei foi uma das primeiras a apresentar o sensor ToF. O objetivo deste sensor é medir a distância entre a câmara do objeto que está a ser fotografado de forma mais concreta.

Dessa forma, consegue oferecer um efeito melhorado em fotografias como no "modo retrato". Além disso, este sensor oferece mais qualidade para a Realidade Aumentada.

Samsung Galaxy S30 com um sensor ToF

Samsung Galaxy S30

Ainda é incerto o que chegará no Samsung Galaxy S30, todavia, o registo do nome Samsung Vizion chega mesmo a tempo do sensor ser implementado no próximo topo de gama.

Uma coisa é certa, se a Samsung registou o nome é porque a tecnologia está pronta a ser utilizada e não vemos melhor dispositivo que o próximo topo de gama para que tal aconteça.

Em síntese, as informações do Samsung Galaxy S30 ainda são poucas. Temos ideia que o modelo Ultra terá uma menor bateria. Porém, espera-se que o novo processador da Qualcomm e Samsung, nos ofereçam uma melhor qualidade de desempenho e eficiência. Ou seja, uma bateria menor pode não significar uma autonomia pior.

Ao longo dos próximos meses as informações do Samsung Galaxy S30 irão, garantidamente, intensificar-se. Se quiseres ficar a par de todos os pormenores só tens de ficar atento à 4gnews.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.