Samsung Galaxy S21 Ultra não tem característica dos modelos mais baratos

Bruno Coelho
Comentar

No último dia 14 de janeiro, a Samsung apresentou ao mundo os novos Samsung Galaxy S21. Estes são os três novos smartphones topo de gama da fabricante sul-coreana para 2021 e, além do modelo base, temos uma versão Plus e Ultra.

Este último é onde a Samsung concentrou esforços, e conta com características únicas. Entre estas destacamos o suporte para a S Pen (uma estreia nesta linha), ou a combinação de resolução QuadHD com taxa de atualização de 120Hz. Mas há algo que os modelos mais baratos fazem, e o Ultra não.

Samsung Galaxy S21 Ultra não consegue gravar nativamente a 960 frames por segundo

Um olhar mais atento às especificações dos três modelos, revela que o Galaxy S21 e S21 Plus permitem gravar nativamente em super slow motion (câmara lenta) a 960 frames por segundo. Já o S21 Ultra precisa de recorrer a software para realizar esta ação.

“No Galaxy S21, os utilizadores podem gravar cerca de 0,5 segundos de vídeo capturado a 960fps com, aproximadamente, 16 segundos de reprodução”, pode ler-se no site da Samsung.

“No Galaxy S21 Ultra, os utilizadores podem gravar cerca de um segundo de vídeo capturado a 480fps e aprimorar digitalmente o vídeo para 960fps com, aproximadamente, 32 segundos de reprodução”, remata a descrição.

Samsung Galaxy s21

Como explica o Android Authority, “metade dos frames capturados pelo S21 Ultra neste modo são essencialmente duplicados”. Tal significa que, caso o processamento não esteja à altura, o utilizador pode ter surpresas desagradáveis de efeito fantasma ou desfoque no vídeo.

É importante ressalvar que esta mesma estratégia já foi utilizada pela Samsung nos S20, porque os sensores de 108MP falham neste ponto. Mas a verdade é que tanto o Exynos 2100 como o Snapdragon 888 suportam a gravação as 960 frames por segundo.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.