Samsung Galaxy S10 não será o único com leitor biométrico no ecrã em 2019

Carlos Oliveira
Samsung Galaxy S10 Plus
Conceito do Samsung Galaxy S10 Plus

Ainda não conhecemos oficialmente o novo Samsung Galaxy Note 9 mas já se fala no primeiro topo de gama para 2019. O Samsung Galaxy S10 deverá ser oficializado em fevereiro do próximo ano, mas a expectativa em torno do smartphone começa desde já.

Ainda que muito longe de nos dar certezas, a verdade é que já há alguma informação em torno dos novos topos de gama Android. Um dos rumores que tem circulado pelos canais habituais é que a sul-coreana nos desvendará três modelos no MWC 2019.

Vê ainda: Apple deverá trazer pelo menos dois iPads este ano

Os rumores sustentam a apresentação de três modelos com diferentes dimensões de ecrã. Teremos variantes com 5.8, 6.1 e 6.4 polegadas. Ainda não é certo o que mais irá distinguir estes equipamentos, mas uma dessas diferenças poderá estar na câmara tripla presente no modelo de 6.4 polegadas.

Para além disso, os rumores sustentam que os dois modelos de maiores dimensões contem com o tão desejado leitor biométrico embutido no ecrã. Este rumor já não é novo, tendo surgido pela primeira vez antes da apresentação do Galaxy S8.

Samsung Galaxy S10 e os novos Galaxy A 2019 com leitor no ecrã

O mesmo aconteceu com o Galaxy Note 8, Galaxy S9 e, mais recentemente, com o Galaxy Note 9. Tem sido constante esta possibilidade para os topos de gama da sul-coreana mas ainda nenhum modelo o concretizou.

Assim sendo, todas as esperanças recaem agora sobre o novo Galaxy S10. Todas as fontes habituais apontam esta tecnologia para o novo topo de gama da Samsung e essa possibilidade é novamente reforçada por Ice Universe.

Segundo a fonte, a gigante sul-coreana irá utilizar a solução desenvolvida pela Qualcomm. A empresa norte-americana está a trabalhar nesta tecnologia desde meados de 2017. Esta distingue-se das demais por contemplar um leitor ultra-sónico, ao invés do sensor ótico da Synaptics que já temos visto no mercado.

Contudo, dificuldades técnicas têm atrasado a chegada desta tecnologia ao mercado. Aliás, esta é uma das justificações dadas pelo diretor da divisão mobile da Samsung. Nas palavras de DJ Koh, a sul-coreana quer providenciar aos seus utilizadores uma experiência de qualidade.

Os sensores óticos que já circulam no mercado parecem não cumprir com os requisitos mínimos da Samsung. Caso a empresa se sentisse à vontade com esta tecnologia já a poderia ter colocado no mercado há dois anos.

Mas há outro dado de extrema importância nas informações que Ice Universe nos traz hoje. Também a geração Galaxy A 2019 deverá contar com um leitor biométrico no ecrã.

Esta afirmação deve ser tomada com maior cautela do que as anteriores por várias razões. Primeiramente porque é a primeira vez que se fala nesta possibilidade, logo devemos aguardar por mais indicações.

E pessoalmente custa-me a crer que a Samsung nos desvende os Galaxy A com esta tecnologia poucas semanas antes do primeiro topo de gama do ano. Faria mais sentido guardar esta grande evolução para o seu flagship, até como principal diferenciador dos seus antecessores.

Assuntos relevantes na 4gnews:

OnePlus inspira-se no Star Trek para o sucessor do Dash Charge

Xiaomi Mi A2: Teaser da marca diz que ‘dois é melhor do que um’

Google Play Store: Está aqui a nova versão da aplicação (10.8.23)

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.