note-7-explosion

Para grande azar da Samsung (e possível sorte da Apple), o Samsung Galaxy Note 7 apesar de ser um excelente smartphone, está a ser uma tremenda dor de cabeça para os diretores desta empresa, bem como para os lucros que dele advém.

Para todas as pessoas que ainda têm um Samsung Galaxy Note 7 e não o querem entregar de volta à marca para que possa ser substituído, aqui fica mais uma prova de que deviam fazê-lo. O homem que teve pouca sorte chama-se Nathan Dornacher, vive em St. Petersburg, na Flórida, e tinha regressado a casa depois de ter feito umas compras com a sua família. Enquanto descarregavam as compras do carro, Nathan deixou o seu Samsung Galaxy Note 7 dentro do seu automóvel a carregar. Pois bem, Nathan vai passar a andar a pé (sarcasticamente falando), uma vez que o Jeep ardeu.

   

Vê também: Samsung Galaxy Note 7: como saber se o teu terminal também poderá explodir?

Contudo, os bombeiros atuaram prontamente e impediram que o fogo se alastrasse. No seu facebook, Nathan afirmou que ainda quando não tinha certezas que tinha sido o equipamento da Samsung a causa deste azar, todas as provas apontavam para tal. Nathan critica também a Samsung pelo facto de não assumir prontamente a culpa nem ajudar a resolver amigavelmente a situação. Aos media da Flórida, a Samsung afirmou que “está a trabalhar com o Sr. Dornacher para investigar o seu caso e assegurar que fazem tudo o possível por ele”. Ainda assim, certamente Nathan vai precisar de um bom advogado para conseguir uma boa indemnização. Podes ver a reportagem da Fox 13 através deste link.

É pena ver a Samsung a enfrentar tantos entraves derivados a um excelente smartphone e a ver empatado o seu topo de gama depois da Apple já ter apresentado os seus novos flagships. Se dúvidas existiam, aqui fica mais uma prova de que caso tenhas um Samsung Galaxy Note 7 deves obedecer à recolha mundial que a Samsung decretou.

Talvez queiras ver:

Viaphonearena
FonteFox13
Estudante de Direito e amante de tecnologia. Tudo o que é inovador na vida atrai-me (menos comida muito "fora do normal"). No meio tecnológico, aprecio particularmente smartphones, computadores e automóveis. Integrar a equipa da 4gnews começou por ser um desafio pessoal e agora é um orgulho coletivo.