Samsung Galaxy Note 20 poderá chegar com ecrã dobrável!

Filipe Alves
Comentar

Ao que parece o Samsung Galaxy Note 20 poderá ser um dos próximos smartphones dobráveis da Samsung. A Samsung já tem dois equipamentos dobráveis no mercado e tudo indica que chegarão mais em breve. Um dos modelos que podia bem fazer jus à flexibilidade do ecrã será a gama Note.

A nova patente da Samsung mostra-nos um novo smartphone com capacidades flexíveis. A ideia passaria em nos dar algo idêntico ao Fold. Ou seja, um smartphone que vira tablet.

Será esta patente do Samsung Galaxy Note 20?

Samsung Galaxy S20

Não é garantido que esta patente seja do Samsung Galaxy Note 20, porém, podemos ver uma SPen desenhada "dentro" do smartphone. Ou seja, os únicos modelos com SPen da Samsung são os da gama Note.

Esta patente foi registada em junho do ano passado, mas só agora é que chegou a conhecimento público. Ou seja, é mais que provável que a Samsung já esteja a trabalhar neste tipo de ideologia há um bom tempo.

Quando será revelado o Samsung Galaxy Note 20

Samsung Galaxy Note 10

O Samsung Galaxy Note 20 será revelado de forma oficial a meados de 2020. Todavia, temos de ter em conta os atrasos na produção dos equipamentos devido ao surto de Coronavírus. Ou seja, poderá existir, efetivamente, um atraso em todos os lançamentos deste ano.

Não me parece que se tivermos um modelo dobrável venha a ser a versão base. Isto é, os equipamentos dobráveis da Samsung ainda tem preços seriamente altos.

O mais barato é o Z Flip com um valor a rondar os 1500€ por um smartphone com especificações que não são o último grito no mercado.

Assim sendo, se a Samsung realmente revelar um terminal dobrável para a gama Note, acredita-se que possa ser um "complementar". Um modelo "Pro". Já que foi revelado um modelo "Lite" não vejo razões para não ter uma versão com mais características e possibilidades.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.