Galaxy A3 e a5

Quando vejo o caminho da Samsung nos últimos dois anos, acredito que a grande reviravolta foi quando apresentaram o Samsung Galaxy Alpha. Até à data é um smartphone completamente irreverente e diferente de tudo o resto. A Samsung na altura estava a ser criticada pelo design do seu flagship Galaxy S5 e a gama Note já tinha tido melhores dias.

Depois deste primeiro Alpha, a gama A entrou em força para os gama média. Os modelos Galaxy A3 e Galaxy A5 2014 tiveram um sucesso aceitável em Portugal e na Europa, fazendo ver à Samsung que seria uma boa jogada um investimento nesta gama.

   

Vê ainda: Nova variante de Malware para Android é praticamente impossível de remover!

Galaxy A3 e A5 2

Hoje temos rumores dos modelos Galaxy A3 (SM-A310) e Galaxy A5 (SM-A510) 2015. Ambos os modelos são os seguidores dos modelos com o mesmo nome do ano passado e, segundo o que o leak nos mostra, tanto o design como as especificações dos smartphones são para ter em conta este ano.

De acordo com os leaks, ambos os terminais virão com processadores Exynos da Samsung, deixando assim os chips da norte-americana Qualcomm. O modelo A3 deverá vir com um ecrã de 4.7 polegadas HD, 1.5GB de RAM e 16GB de memória interna. Já o modelo A5 com um ecrã de 5.2 polegadas FHD, 2GB de RAM câmara de 12MP e memória interna de 16GB.

Galaxy A3 e A5 3

Relativamente ao design veremos smartphones inteiramente inspirados no flagships Galaxy S6, tanto na parte frontal, como na parte traseira, onde aparentam ter o mesmo vidro que acompanha os topos de gama da marca.

Ainda é desconhecido o seu valor ou disponibilidade, mas certamente veremos estes smartphones à venda em Portugal. Se continuar com a filosofia dos modelos anteriores, os valores devem rondar os 300€.

Talvez queiras ver:

😉

ViaPhonearena
FonteS Leak
Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.