Samsung espera vender mais de 4 milhões dos seus smartphones mais caros

Rui Bacelar
Comentar

A Samsung acalenta grandes esperanças para a próxima geração de smartphones dobráveis, equipamentos a chegar ao mercado no final do verão repletos de tecnologia de ponta. Entretanto, a Samsung já terá iniciado a produção em massa dos novos Galaxy.

Mais ainda, após no mês passado termos noticiado o arranque da produção dos componentes necessários para os Galaxy Z Flip 3 e Galaxy Z Fold 3, surge agora uma nova fuga de informação que dá conta dos planos da fabricante para esta nova gama.

Agosto trará os novos Samsung Galaxy Z Fold 3 e Z Flip 3

Production started Monday and it's a bit closer to 25K units but as I said cryptically earlier, August 3rd. https://t.co/gw5lsDbqZS

— Max Weinbach (@MaxWinebach) 19 de junho de 2021

Em causa está o testemunho de Max Weinbach, famoso leaker com bom histórico de fiabilidade. Com efeito, através do tweet acima divulgado, aponta o início da produção em massa para os novos modelos, especificando ainda as quantidades do 1.º lote diário.

Para esta fonte a produção terá iniciado na última segunda-feira, esperando produzir até 25 mil unidades durante a primeira etapa / lote de produtos. Note-se que as fugas anteriores apontavam o início da produção em massa apenas para o mês de julho.

A causalidade que terá levado a Samsung a apressar o início da produção não é conhecida. Aliás, pode ter sido sempre essa a intenção da fabricante que estará atualmente a produzir até 25 mil unidades por dia e querendo chegar às 50 mil unidades diárias, de acordo com outra fonte próxima da indústria.

Até 50 mil smartphones dobráveis produzidos diariamente pela Samsung

Samsung Galaxy Z Fold 3

Atendendo já a fonte distinta, a Samsung terá vendido entre 2,5 a 3,5 milhões de smartphones dobráveis em 2020. Esta terá sido a cifra registada pelos seus Galaxy Z Fold e Galaxy Z Flip atualmente disponíveis no mercado.

E, ainda que tal possa parecer um número muito positivo, a Samsung quererá dobrar ou triplicar este valor em 2021. Com efeito, o novo relato sugere entre 6 a 7 milhões de unidades esperadas para as vendas dos Samsung Galaxy Z Fold 3 e Galaxy Z Flip 3.

Por outro lado, o volume de produção não será irmãmente distribuído. A fabricante espera vender mais unidades do Galaxy Z Flip 3, o mais acessível, e menos do Samsung Galaxy Z Fold 3, o mais oneroso de ambos.

4 milhões do Samsung Galaxy Z Flip 3 e 3 milhões do Galaxy Z Fold 3

Samsung Galaxy Z Fold

A procura será maior pelo produto mais barato. É, também um formato mais apreciado por um maior número de consumidores, algo que também terá levado a fabricante a ajustar os volumes desejados.

Note-se ainda que estas cifras, apesar de bem maiores em 2021, são um grão de areia comparadas com a linha Galaxy Note e, sobretudo, com a gama Galaxy S. Note-se que é frequente mesmo a linha Note ultrapassar as 10 milhões de unidades vendidas.

De qualquer modo, podemos aferir uma procura neste segmento recente e ultra-premium no seio da Samsung. Ainda que a sua abordagem continue cautelosa - no que ao volume produzido diz respeito - notamos que a fabricante dedica cada vez mais energia a este ramo e setor.

Provavelmente os dobráveis mais baratos a ser lançados pela Samsung

Mais ainda, a nova geração de dobráveis pode ser mais barata. Os rumores apontam 995 dólares para o Galaxy Z Flip 3, possivelmente 999 euros e, para o Galaxy Z Fold 3, 1599 dólares, ou possivelmente 1599 euros.

Ambos os modelos devem ser apresentados pela Samsung durante o mês de agosto. A sua chegada ao mercado deve ocorrer no final desse mesmo mês.

As caraterísticas técnicas de ambos permanecem uma incógnita. Há, contudo, a sugestão da presença de uma câmara frontal escondida sob o painel AMOLED. Aponta-se também o Snapdragon 888 da Qualcomm como o seu processador.

Tanto para o Z Flip como para o Z Fold podemos vir a ter pelo menos 12 GB de memória RAM e 256 GB de armazenamento interno, ambos com ecrãs de alta taxa de atualização a 120 Hz.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.