Samsung. A dualidade sentida por um utilizador do Samsung Galaxy S8

Carlos Oliveira
Samsung Galaxy S8
Afinal, os Samsung Galaxy S8 vão ou não receber a One UI?

Nos últimos dias a Samsung tem sido um dos principais temas de notícia, e nem sempre pela melhor razão. Foi na passada quarta-feira que se realizou a sua conferência para os desenvolvedores e esse foi o mote para o que se veio a escrever em seguida.

Em primeiro lugar, de referir que esta conferência foi bastante interessante para todos os utilizadores e fãs da sul-coreana. Foi neste evento que tivemos um pequeno vislumbre do seu primeiro smartphone dobrável.

Vê ainda: Smartphone dobrável da Samsung produzirá mais do que o esperado

Além disso, a Samsung revelou-nos a sua nova interface, a One UI, que virá para substituir a Samsung Experience. E é precisamente este o ponto de toda a controvérsia - e motivo deste artigo -, quando tal não o deveria ser.

Antes de mais, quero frisar que vejo a nova One UI com bons olhos. Ao que tudo indica, esta será bem mais leve a apelativa para os equipamentos da Samsung. Com um design mais minimalista e mais optimizado para ecrãs de grandes dimensões, esta nova interface tem tudo para agradar aos utilizadores sammy.

A One UI da Samsung deveria ser ponto de convergência e não de insegurança

De acordo com o que foi revelado no evento, a One UI chegará como parte da atualização para o Android Pie. Esta, por sua vez, chegará primeiramente aos Galaxy S9 e Note 9 no próximo mês de janeiro.

Por conseguinte, desde o primeiro dia acreditou-se que qualquer smartphone atualizado para o Android Pie receberia igualmente a One UI. Aqui estou claramente a falar dos Samsung Galaxy S8 e Note 8, lote no qual me incluo.

Samsung Galaxy S8

Com efeito, o problema surge com os primeiros relatos de que estes equipamentos poderiam não vir a receber a nova interface. Rapidamente estas informações vieram a ser desmentidas pela sul-coreana, mas não sem antes criar a dúvida nos seus utilizadores.

Para todos aqueles que compraram um dos topos de gama de 2017, a One UI deveria ser uma certeza e não uma insegurança. Os primeiros rumores poderão vir a revelarem-se infundados, mas a dúvida foi criada.

Desse modo, é criado um certo sentido de dualidade para os utilizadores da marca. Lembro-me perfeitamente daquilo que me levou a adquirir o Samsung Galaxy S8. Foi o seu hardware.

O hardware do Samsung Galaxy S8 é fantástico, mas o software levanta dúvidas

A Samsung é das empresas que produz smartphones de maior qualidade nos dias que correm. Foi o design irreverente do Samsung Galaxy S8 que me conquistou e o seu software é algo com o qual consigo viver diariamente sem problemas.

Samsung Galaxy S8

Em contrapartida, é o quesito das atualizações que me deixa mais insatisfeito. Sei perfeitamente que a Samsung não é das mais exemplares no que respeita a atualizações. Foi com essa consciência que voltei aos smartphones da sul-coreana, mas a distribuição da One UI para os Galaxy S8 e Note 8 nunca deveria ter sido uma dúvida.

Acredito que, depois do burburinho gerado, a One UI seja efetivamente distribuída para estes topos de gama. Só gostava é que a Samsung pudesse ser um pouco mais parecida com a sua rival Apple no que às atualizações diz respeito.

Editores 4gnews recomendam:

OnePlus 7 não será o primeiro smartphone com 5G da marca

Lenovo Z5 Pro, concorrente ao Xiaomi Mi Mix 3, esgota em 1 segundo

Google Play Store: 1 dia depois chega a nova versão da aplicação

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.