Home Android

Samsung desvaloriza “o processo” das atualizações do Android

Depois de se sentar no banco dos réus a Samsung não se mostra preocupada com a situação.

atualizações do Android Samsung Galaxy J3 (2018) Samsung Galaxy A6 Android Oreo TV QLED MWC 2018, Samsung Galaxy S9 Nokia 9 Wiko
A questão das atualizações dos dispositivos móveis Android está a gerar bastante contestação na Europa.

Depois de aqui termos avançado as linhas e contornos do processo levantado pela Dutch Consumer Association (DCA) perante a insatisfação com as atualizações do Android. Esta DCA pede ao tribunal holandês para obrigar a Samsung a disponibilizar atualizações periódicas do software. Mais anda, pedem uma maior transparência em todo o processo de atualizações do Android. A falta de uma calendarização das atualizações também é um dos objectos do processo.

Perante a primeira investida em 2016 a Samsung saiu vitoriosa. O juiz concluiria que todo o procedimento legal adotado não era apropriado ao caso. Um dos tribunais de 1ª instância na Holanda julgaria o caso improcedente por não conseguir explicar claramente o interesse e necessidade da intervenção judicial. Invocando imperfeições na petição inicial o processo seria descartado.

Vê ainda: Huawei apostará na Europa para alcançar a Apple e Samsung

No final do ano esta mesma associação de proteção do consumidor holandesa voltaria a recorrer aos tribunais. Esta semana o tribunal daria agora ouvidos à sua petição e assistiríamos à primeira audiência do caso. A associação continua a exigir atualizações do Android para os dispositivos da Samsung, durante 4 anos desde o lançamento do produto.

Alternativamente, a requerente pede que a Samsung atualize os seus dispositivos durante dois anos após a aquisição do dispositivo. Subsidiariamente pede que a Samsung seja mais transparente sobre a sua calendarização e processo de distribuição das atualizações do Android para os equipamentos.

Samsung e o processo das atualizações do Android

Esta é a segunda vez que a recorre aos tribunais para exigir da Samsung mais atualizações para os seus dispositivos. Todavia, das audições preliminares não conseguiram convencer o juiz das brechas de segurança apresentadas num equipamento sem atualizações. O objectivo seria provar que um dispositivo se torna vulnerável caso não receba atualizações do Android, colocando o utilizador em risco. Anteriormente as alegações desta associação haviam sido veementemente rejeitadas pelo ofício.

Mais atualizações e transparência

atualizações do Android Android fabricante justiça Samsung Galaxy S9 Samsung Xiaomi mercado mundial
Apesar da sua posição de liderança no mercado dos dispositivos móveis o quesito dos updates do Android deixa muito a desejar.

Já no lado da ré, a Samsung não parece estar minimamente preocupada com esta nova batalha judicial. Aliás, afirma já ter preparado um caso bem sólido contra a Dutch Consumer Association em jeito de resposta. A fabricante sul-coreana partilhou recentemente um comunicado onde dá a entender isso mesmo.

Mais ainda, asseguram os consumidores de que receberão suporte e atualizações de software durante pelo menos dois anos desde o lançamento do produto no mercado. Acrescenta ainda que isto não significa que o dispositivo deixe de receber atualizações após estes dois anos. Aponta ainda os Galaxy S5 e Galaxy S6 que receberam mais atualizações de segurança.

Comunicado oficial da Samsung:

A Samsung aguarda com antecipação e confiança o veredicto final. Isto pois acredita que os seus smartphones são seguros durante condições normais de uso. Até mesmo depois do período habitual de atualizações garantidas. Acreditamos que a segurança e privacidade dos nossos utilizadores está acima de tudo e continuaremos a trabalhar nesse sentido. Sobretudo num mundo cheio de novas tecnologias a serem criadas diariamente.

Tal como a DCA, acreditamos que a segurança dos nossos dispositivos móveis é muito importante. Enquanto líder de mercado global no campo dos smartphones, lutamos para liderar nesta área e na segurança dos nossos equipamentos. Por isso mesmo garantimos que os nossos consumidores usufruem de suporte com updates, para além de melhorias para os seus smartphones. Isto durante pelo menos dois anos a partir da apresentação do produto.”

Qual a tua opinião sobre todo este caso?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Huawei FreeBuds, os auscultadores que imitam os AirPods da Apple

Honor 10 da Huaweem fotos reais com “notch” e Android Oreo

Xiaomi Mi TV 4S a nova TV de 55 polegadas, 4K Ultra-HD por 385€

Fonte | via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).