Samsung. Apple iPhone X é a fonte de novas preocupações

Rui Bacelar
Quem é que não quer um "entalhe" ou dentada desta maçã? Pelos vistos todas querem...pelos vistos as vendas estão a abrandar.

Apesar de a Samsung não ter ficado presa com um stock de ecrãs OLED sem destino aparente, como aqui demos a conhecer na 4gnews, passaria a vender os ecrãs OLED a outras fabricantes Android.

Vê ainda: . Novo “leak” de imagens mostra tudo!

Note-se que desde que foi apresentado e que a sua produção teve início que a Samsung tem sido a fornecedora principal dos ecrãs OLED. O belíssimo ecrã do Apple iPhone X seria fabricando nas linhas de produção da sul-coreana. Sob cuidada orientação da Apple para atingir os seus requisitos e especificações.

Numa primeira fase, entre novembro e dezembro as quotas de produção exigidas à Samsung aumentariam várias vezes. O Apple iPhone X venderia cada vez mais e tornou a Apple na empresa que mais lucrou no último trimestre de 2017 com a venda de smartphones. Todavia, seria de esperar que mais cedo ou mais tarde a procura começasse a estabilizar ou mesmo a diminuir.

Samsung já contava com uma diminuição na procura pelo Apple iPhone X

Algo que seria aproveitado por inúmeras publicações, nacionais e internacionais como matéria flamejante para enxovalhar o Apple iPhone X. Apesar de ser um iPhone não está imune às típicas flutuações de mercado. Existe um fenómeno na ciência da economia chamado Sazonalidade. A influência nos hábitos de consumo que uma certa altura do ano pode ter nos consumidores. Agora, após a quadra natalícia, a Samsung já antevia uma diminuição nas encomendas destes painéis OLED.

Samsung produz os ecrãs do Apple iPhone X

O Apple iPhone X não passa despercebido

Verdade seja dita. Quando a Apple enfrenta condições adversas ou não tão positivas no mercado, as fornecedoras de componentes acabam por sentir as consequências. Agora, depois de se terem espalhado rumores de que a Apple reduziria em 50% as encomendas do iPhone X os investidores contraíram-se. O resultado fez-se sentir por toda a cadeia de produção e fornecedores de componentes.

O relato é avançado pela publicação japonesa, a Nikkei que cita fontes nipónicas. Avançam ainda que o preço dos chips e módulos de memória também sofrerá uma redução. Estes e outros componentes fabricados pela Samsung são empregues no atual topo de gama da empresa de Cupertino.

Até uma gigante como a Samsung não está isenta...

Apesar de ser a fabricante líder em diversos setores do mercado. Nem mesmo a Samsung escapa incólume à dita redução de encomendas do Apple iPhone X. Os rumores foram bem sérios, referindo uma redução de 50% nas encomendas. Agora, segundo a agência Nikkei, a fabricante sul-coreana está a diminuir a produção. A nova meta será de 20 milhões de ecrãs OLED flexíveis com 5.8 polegadas. Trata-se, caso seja verídico, de uma redução de cerca de 50% no volume inicial de encomendas. Este rondava os 45 a 50 milhões de encomendas de novos ecrãs OLED flexíveis que viriam a equipar os novos Apple iPhone X. Isto durante o primeiro trimestre do ano (janeiro a março de 2018).

Samsung recuperará do Apple iPhone X

Os analistas de mercado acreditam que o Apple iPhone X possa continuar com pouca procura durante o trimestre seguinte (2º). Todavia, aí as ações e volume de encomendas da Samsung voltaria a subir. A fabricante sul-coreana já estará a produzir em larga escala os painéis que equiparão os seus Samsung Galaxy S9. Mais ainda, talvez também, os que poderão equipar os Apple iPhone Xs e iPhone Xs Plus. O nome da próxima geração de smartphones de Cupertino ainda não reune consensos.

Poderá o Apple iPhone 9 utilizar ecrãs OLED?

Mesmo assim, acredita-se que durante os primeiros seis meses de 2018 a Samsung se depare com uma capacidade exacerbada de produção. Nos últimos meses do 2017 a fabricante sul-coreana investiu mundos e fundos nas suas linhas de produção. Aumentando exponencialmente a sua capacidade de produção de painéis OLED.

Agora, com as vendas do Apple iPhone X a abrandarem, a sul-coreana espera que a empresa norte-americana venha a utilizar painéis OLED para o iPhone 9. Algo que pode não vir a acontecer. Ao mesmo tempo, vemos cada vez mais consumidores perfeitamente contentes e satisfeitos com iPhones que não o X.

Tudo isto resultou numa queda das ações no mercado de capitais. Não foi a única. Várias outras fabricantes de painéis OLED como a Hodogaya Chemical Co e a Hirata Corp veriam as suas ações a cair.

Assuntos relevantes na 4gnews:

P20 Plus foi revelada em imagem real

Xiaomi Mi 7 deverá chegar com ecrã OLED e “Always On Display”

Plus poderá chegar com 256GB de armazenamento?

Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.