Apple iPhone X com vendas moderadas não prejudica a Samsung

Rui Bacelar
Samsung Huawei Xiaomi Apple iPhone X Samsung Galaxy S9 Huawei P20 Apple iPhone X
A concorrência está cada vez mais acirrada ©reuters

Apple iPhone X e Samsung, duas entidades que têm muito mais em comum do que aquilo que possam pensar. O atual topo de gama de Cupertino pode custar uma pequena fortuna mas, mesmo assim, tornou a Apple numa empresa ainda mais valiosa no último trimestre de 2017. As agências de análise de mercado foram unânimes, apesar de uma ligeira queda no número de unidades vendidas, as receitas de Cupertino aumentariam significativamente.

Não que isso impedisse um chorrilho de títulos ao estilo tablóide, anunciando o fracasso do produto, ou a cessação da sua produção. Veja-se este exemplo da imprensa internacional, a BGR que deu aso a uma recente publicação nacional com o mesmo título. A inclinação pró-Apple é notória em ambas e para tal encontram até justificações onde estas não existem.

Vê ainda: Apple iPhone X. Produção pode parar em 2018, a “pós-verdade” não!

Comecemos por olhar para o que a BGR tem a dizer. Segundo esta publicação, as vendas do Apple iPhone X não estão a ir ao encontro das estimativas (não refere quais). Algo que poderá levar a Apple a reduzir as encomendas aos fornecedores ("pode" sendo a palavra chave).

Cita em seguida esta peça do ETNews, publicada também pelo jornal The Investor. Segundo esta, a Samsung não será poupada à diminuição das vendas do Apple iPhone X. As vendas "mornas" do iPhone terão forçado a Samsung a diminuir a produção de ecrãs OLED em cerca de 10% durante o mês de janeiro.

Porque é que a Samsung diminuirá a produção de ecrãs OLED?

Segundo os especialistas, durante o primeiro trimestre de 2018 a Samsung poderá ser afetada com a diminuição na procura pelos seus ecrãs OLED. A causa? Sazonalidade. Para além do aumento da competitividade dos painéis LTPS LCD. Será a Samsung afetada devido à possível diminuição na procura pelo Apple iPhone X?

Apple iPhone X Samsung Apple iPhone X Cnet iOS Fake News
"Parece-me que as notícias sobre a minha morte são manifestamente exageradas" ©Cnet

Não. Segundo o The Investor, a Samsung investirá, durante o primeiro trimestre de 2018, em várias outras aplicações para os seus ecrãs OLED. Aliás, acredita-se que a Samsung terá uma maior penetração na indústria mobile com os seus ecrãs OLED. Para tal apresentará novas aplicações premium para esta sua tecnologia.

Procura pelo Apple iPhone X começarão inevitavelmente a diminuir, algo normal.

Acredita-se que a Samsung reverterá a possível quebra na procura pelo Apple iPhone X com a introdução dos seus ecrãs OLED na indústria automóvel. Já para não falar nos ecrãs dobráveis. Estes serão um dos vetores de inovação e investimento forte da própria sul-coreana durante todo o ano de 2018.

Devido a esta sazonalidade ou periodicidade de mercado, a Samsung já estava preparada de antemão para uma expectável quebra nas vendas do Apple iPhone X. Todos os anos, após a quadra natalícia em que milhões de consumidores renovam os seus smartphones. Todos os anos temos uma queda nos meses imediatamente após. (E ainda perguntam se em agosto faz calor na praia).

Algo perfeitamente normal, que não preocupará a Samsung. A tecnológica sul-coreana, segundo a própria, já está à procura de novos clientes para diminuir a sua dependência de "uma certa" cliente, a Apple. Estratégia que anulará ou diminuirá o possível impacto que uma diminuição nas vendas do Apple iPhone X pudesse ter no modelo de negócio da fabricante sul-coreana.

Samsung não depende do Apple iPhone X

Apple iPhone X Samsung Samsung Galaxy S9 Apple iPhone X reuters
São duas das maiores fabricantes mundiais de dispositivos móveis ©reuters

Segundo a publicação ETNews, a Samsung teve que reduzir recentemente a produção dos painéis rígidos OLED nas suas linhas A1 e A2 (linhas de produção). A meta de produção terá sido reduzida para metade devido à baixa procura pelos painéis OLED rígidos. Uma vez que as fabricantes estão a adotar as opções low-cost providenciadas pelos ecrãs LTPS LCDs. Acredita-se que a Samsung transformará algumas linhas de produção de painéis OLED rígidos em linhas de produção de painéis OLED flexíveis.

Samsung tem mais clientes na sua carteira

Mesmo assim, é inegável a atração da Samsung pela Apple e pelo seu Apple iPhone X. Afinal de contas a gigante de Cupertino é uma das suas melhores clientes.

É a Samsung que produz os ecrãs OLED do Apple iPhone X. Tendo aqui a sul-coreana a exclusividade da produção destes ecrãs. Segundo as estimativas, em 2018 a produção dos ecrãs para o Apple iPhone X resultarão em 22 mil milhões de dólares para a Samsung. Valor que equivale à venda de 23 milhões de dispositivos Galaxy Note 8.

Samsung tem mais aplicações para os seus painéis OLED

Apple iPhone X Samsung Samsung Galaxy S9 Samsung CES 2018 IOT
Aposta no sector automóvel durante o ano de 2018

Já por outro lado, segundo fontes citadas pela BGR, a Samsung reduzirá as operações na linha de produção A3. Esta linha de produção foi especialmente adaptada para fornecer os painéis OLED para o Apple iPhone X. Ora, a menos que o volume de encomendas deste smartphone volte a aumentar, a produção será ajustada. Algo que faz todo o sentido. Nunca um produto poderia continuar eternamente a ser produzido nem a sua procura aumentando até ao infinito. Mais cedo ou mais tarde sentiríamos uma diminuição na procura pelo Apple iPhone X.

A Samsung está perfeitamente ciente dos movimentos e flutuações de mercado. Desta forma, é certo que poderia sair prejudicada com as "fracas" vendas do Apple iPhone X. Isto claro, se dependesse única e exclusivamente de uma só cliente. Importa por isso relatar toda a verdade, e não apenas parte dela.

Numa última nota, em 2018 a LG também começará a produzir alguns ecrãs OLED de 6.5 polegadas. Segundo consta, para uma próxima geração de iPhone's. Todavia, a escala de produção da LG estará muito longe de sequer perturbar os números da Samsung.

Assuntos relevantes na 4gnews:

HMD Global prepara um Nokia 8 Pro com Qualcomm Snapdragon 845

Samsung Galaxy S9: relatos de primeiro contacto confirmam previsões

Apple WWDC: Já há possíveis datas para a revelação do iOS 12

Fonte 1; Fonte 2; Fonte 3 | via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).