Samsung, Apple e Xiaomi em forte crescimento. Huawei cai do Top 5

Rui Bacelar
1 comentário

Os dados foram agora divulgados pela agência de análise de mercado Strategy Analytics, mostrando-nos o desempenho e posição de cada uma das maiores fabricantes mundiais como a Samsung, Apple e Xiaomi durante o primeiro trimestre de 2021.

Durante os primeiros três meses do ano a Samsung liderou as vendas de smartphones, com a Apple e a Xiaomi a fechar o top 3 mundial. Por outro lado, a chinesa Huawei continua a perder tração, escorregando do top 5 mundial segundo estes indicadores.

O estado do mercado de smartphones segundo a Strategy Analytics

Samsung Galaxy S21 Ultra 5G

Há cerca de um ano o mercado global de smartphones passava por um dos piores trimestres na história recente. Fruto da recessão provocada pela pandemia da COVID-19 o mercado mobile foi um dos primeiros afetados, com a produção a diminuir, as vendas a abrandar e, posteriormente, a fazer-se sentir a problemática da escassez de chips e semicondutores.

Por outro lado, na segunda metade de 2020 veríamos os primeiros sinais de recuperação no setor. Agora, a tendência firmou-se com o mercado de telefones em notória recuperação. Algo que é plasmado no mais recente relatório da Strategy Analytics.

Segundo o relatório, no primeiro trimestre de 2021 as vendas cresceram 24%, quando comparadas com o período homólogo. Foram mais de 340 milhões de unidades vendidas face aos 275 milhões registados no primeiro trimestre de 2020.

A Samsung é a atual líder de mercado, saindo reforçada no 1.º trimestre de 2021

Strategy

A Samsung teve 23% de quota de mercado, com um crescimento anual de 32%. A Apple mantém-se em segundo lugar com 17% de quota de mercado e um crescimento anual de 44%. A empresa cita como fatores determinantes o sucesso da geração Galaxy S21, bem como a forte tração dos iPhone 12, ambos com conetividade 5G.

Em terceiro lugar encontramos a Xiaomi que reforça a sua posição. Com 15% de quota de mercado, a Xiaomi está muito próxima da Apple e registou um crescimento anual de 80%. São cifras impressionantes que nos mostram o seu potencial no mercado.

Com efeito, se a Xiaomi mantiver o ímpeto registado pode ultrapassar a Apple durante este trimestre. Face à escassa diferença de 2% de quota de mercado, a tecnológica chinesa pode ficar com o lugar da gigante de Cupertino.

Em quarto e quinto lugar temos duas das empresas da BBK Eletronics, a OPPO e a Vivo, ambas com 11% de quota de mercado. A primeira obteve um crescimento anual de 68% e a segunda de 85%, respetivamente.

A Huawei caiu do top 5

A principal derrotada é a Huawei. A empresa chinesa era a 2.ª maior fabricante no 1.º trimestre de 2020. Agora não está sequer presente no top 5 global de acordo com a Strategy Analytics.

Entretanto, também no seu mercado natal a tendência de queda foi sentida pela Huawei, com a OPPO e a Vivo a ocuparem a sua posição.

Resta agora saber se a Xiaomi poderá, no decurso do atual trimestre, alcançar e ultrapassar a Apple. Seria um feito inétido para a fabricante liderada por Lei Jun.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.