Samsung apagou publicação onde troçava com a Apple

Carlos Oliveira
Comentar

A Apple tomou uma decisão controversa no lançamento dos iPhone 12 ao decidir remover da caixa o adaptador de parede. Naturalmente que isso teria consequências no mercado, com a mais imediata em forma de troça da parte das suas concorrentes.

A Samsung, maior rival da Apple, foi das primeiras a optar por essa estratégia, mas a sul-coreana já se arrependeu. Tal como notado pela HTT, a tecnológica asiática já removeu essa publicação da sua página oficial no Facebook.

Samsung facebook

Samsung prepara-se para seguir as pisadas da Apple

A publicação em causa data de 13 de outubro e foi uma resposta imediata ao que a Apple havia feito com os seus topos de gama. Não perdendo tempo para dar a "bicada" à sua maior rival, a sul-coreana enfatizava que os seus equipamentos vinham até com o acessório mais básico.

Na iminência de também ela remover esse acessório da caixa dos seus próximos topos de gama, a Samsung removeu essa publicação. Certamente que tal foi realizado na esperança de que os utilizadores esqueçam esse episódio.

No entanto, isso dificilmente será esquecido e não deverão tardar os comentários de hipocrisia apontados à Samsung. Poucos meses após gozar com a sua maior rival, a marca irá agora fazer a mesma coisa.

Importa frisar que esta não será a primeira vez em que a Samsung segue os passos da Apple, mesmo após ter troçado com isso. Um exemplo é a remoção do jack de 3,5 mm dos seus equipamentos.

Quando a Apple inaugurou essa tendência (em 2016) foram várias as entidades que fizeram troça dessa decisão. Tudo para que passados alguns meses seguissem o mesmo caminho.

Frisar apenas que a entidade reguladora de mercado brasileiro já confirmou que os Samsung Galaxy S21 não trarão um adaptador de parede na caixa. Portanto, todos já sabemos o que motivou a sul-coreana a fazer isto nas suas redes sociais.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.