Microtransações
Microtransações

Esta semana escrevi um artigo sobre a polémica com as microtransações do For Honor. Isso meteu-me a pensar sobre esse assunto. As conclusões a que eu cheguei fizeram-me hoje escrever um artigo sobre elas.

O que são microtransações?

Microtransações consistem na venda de conteúdo dentro de um jogo ou outro software. Estão inseridas num modelo de negócio que é muito usado hoje em dia. Por exemplo, quando fazes download de um jogo gratuito na loja do teu dispositivo e eles utilizam sempre este modelo de rentabilização monetária.

É um modelo de negócio bastante lucrativo. Esse tipo de software é considerado “freemium” (gratuito + premium), mas, hoje em dia já há jogos muito caros, em que usam este modelo.

   

Ver ainda: Australianos mudam de ideias e Outlast 2 chega ao país

Não sei se tens notado, mas em algumas lojas de aplicações há avisos, em todos os jogos gratuitos e até em algumas aplicações que contêm microtransações. É assim que o produtor ou programador pensa em ganhar dinheiro. Na minha opinião, desde que o modelo não seja levado ao excesso, está tudo bem com isso.

Os produtores têm que ganhar dinheiro, não é? Não iriam estar a fazer uma aplicação ou jogo tão bem trabalhada gratuitamente. Este modelo nisto é bom. Nem sempre há pessoas que conseguem pagar pelas aplicações, mas querem usá-las ou jogar o jogo.

Basicamente tens de forma gratuita, mas se quiseres uma função no caso de uma aplicação tens que pagar. Ou se quiseres uma força no desempenho ou um item premium, num jogo, tens que pagar. Nada contra isso. Afinal, a aplicação é gratuita, mas há alguém que tem que lucrar com ela.

O problema das microtransações

Para mim, o problema com as microtransações é quando estas entram em jogos ou aplicações pagas. Ainda mais quando este conteúdo é muito “bem” pago. Não falo do Counter-Strike: Global Offensive, de Rust ou até de Payday 2. Esses são jogos baratos, que recebem constantes atualizações, sendo que o Rust está em early access. Além disso, esses itens são puramente cosméticos e alguns foram adicionados depois do jogo ser lançado (caso do CS GO e Payday 2).

Não, eu falo de jogos caros, vendidos quase incompletos para depois comprares DLCs (conteúdos descarregáveis) por metade do preço do jogo, que apenas vão adicionar partes do jogo. Partes essas que quando tu vais a ver pensas: “Será que isto já não devia de vir com o jogo?”

É isso meus caros, rentabilizar o investimento ao máximo. Isso tem sido aceitável para todos, embora seja injusto para o jogador em alguns casos. O que me faz confusão é quando nesses mesmos jogos adicionam ainda microtransações para itens cosméticos ou para comprares moeda do jogo.

Vamos pensar bem nisto. Tu compras um jogo, que na tabela de preços do mercado, está na faixa dos mais caros e ainda querem adicionar microtransações? Ainda mais os itens cosméticos serem pagos, é para mim um assalto à carteira dos jogadores.

Para mim um jogo desse preço, dos 40€ por cima, deve vir completo para o jogador. As microtransações, na minha opinião devem ser usadas em jogos muito baratos ou gratuitos. Não faz sentido haver microtransações em jogos tão caros.

Falando outra vez do “For Honor”, se leste o artigo irás perceber que esse conteúdo, embora podendo ser adquirido gratuitamente com a moeda do jogo, requer que jogues anos para o teres todo. Dou-te o exemplo também do GTA Online, com o qual tenho experiência. O conteúdo é caríssimo e o dinheiro no jogo demora muito a ganhar.

GTA Online, Microtransações
Preços veículos GTA Online

É interessante que o GTA V tenha microtransações no modo online, em que 8 milhões de dólares na moeda do jogo custem volta de 70€. Um carro dos mais rápidos custa ao jogador por volta de 1 milhão de dólares. As operações pagam bastante mal, sendo que há operações mais complicadas, pela sua natureza (o exemplo das “Heists”), com que ganhas apenas 100 mil dólares, com sorte.

Não percas: Samsung Galaxy S8: Tudo o que sabemos!

Parece-me que impõem as microtransações aos jogadores que querem aproveitar o conteúdo todo de um jogo que compraram por 60€. Isto para mim não me parece nada justo. E para ti? Não te esqueças de dar a tua opinião relativamente a este assunto nos comentários!

Atenção!

 Os jogos aqui mencionados foram apenas falados com o intuito de dar exemplos dos casos de que eu estava a falar. Como esses há muitos casos no mercado, sendo que estes dois são casos entre muitos. 

Outros assuntos relevantes:

Xiaomi Mi6 e Mi6 Plus vêem todas as suas especificações reveladas

Fim de semana de descontos: A melhor tecnologia ao melhor preço!

Nokia topo de gama com câmara Zeiss? Parece que sim!

 

Desde que me lembro fui muito interessado em informática e em gaming. Agora procuro dar o meu contributo ao projeto 4gnews da melhor forma possível!