Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Redmi prepara novo smartphone Android com câmara principal de 50 MP

Rui Bacelar
Comentar

A Redmi, sub-marca da Xiaomi, planeia lançar um novo smartphone Android no mercado com câmara fotográfica de 50 MP no seu sensor principal. De acordo com as informações teremos um sensor Omnivision de nova geração e de maiores dimensões.

Ainda que para já esta hipótese seja isso mesmo, uma possibilidade, a fonte em questão tem-nos brindado com detalhes e previsões acertadas sobre os desígnios da Xiaomi. Desse modo, poderemos ter um novo curso de ação face aos atuais Redmi Note 10.

De 100 MP para "apenas" 50 MP no próximo Redmi

Xiaomi Redmi

Em 2021 já ficamos a conhecer o smartphone Redmi Note 10 Pro com câmara de 108 MP no seu sensor principal, marcando uma nova etapa para esta linha de produtos. Entretanto, vemos cada vez mais smartphones topo de gama a adotar novos sensores de 50 MP. A resolução será menor, mas teremos vantagens práticas nesta implementação.

Aliás, é uma tendência visível já na OPPO, OnePlus, Vivo, bem como a Xiaomi. Todas estas fabricantes empregam já sensores com 50 MP de resolução, desenvolvidos pela Sony, entre outras empresas como a Samsung e a Omnivision.

Mais ainda, há medida que as fabricantes se esmeram por entregar uma maior qualidade fotográfica, a nova tendência dita que os sensores devem ser calibrados para oferecer um mesmo equilíbrio de brancos, representação de cores, e demais parâmetros.

Algo que pode ser atingido com a utilização de sensores iguais, sendo aí virtualmente desnecessária a calibração prévia. É precisamente por isso que vemos os topos de gama a usar o mesmo sensor na câmara principal e câmaras auxiliares.

Tome-se, por exemplo, o OPPO Find X3 Pro, ou o OnePlus 9 Pro. Isto para exemplificar a aplicação prática de um mesmo sensor de imagem à câmara principal - grande angular, câmara secundária - ultra-grande angular, e/ou à câmara terciária para telefoto (ampliação ou zoom ótico), de modo que as câmaras produzem resultados extremamente idênticos, ou mesmo iguais em qualidade.

A gama Redmi continuará a reforçar o quesito fotográfico

Xiaomi Redmi Note 10 Pro
O atual Xiaomi Redmi Note 10 Pro custa desde 279,99 € na Amazon.ES

A fuga de informação é agora avançada pelo leaker Digital Chat Station através da rede social chinesa Weibo, há um novo Redmi a caminho. O terminal será relativamente económico, ou com preço competitivo e uma nova câmara principal de 50 MP.

O destaque, contudo, vai para o tamanho do sensor com 1/1,15 polegadas de diagonal que não será aplicado à próxima versão do Redmi Note 10 Pro, um exclusivo da China. Operando uma interpretação contrária, a câmara que liderará uma nova versão para o mercado global.

Note-se ainda que o tamanho do sensor de 50 MP indicado pelo leaker não encaixa nas configurações dos atuais GN1 e GN2 da Samsung. Encaixa, contudo, na configuração do novo sensor de 50 MP, OV50A da Ominivision, anunciado em fevereiro.

Este sensor fotográfico da Ominivision destaca-se pela cobertura total dos pontos de focagem (phase detection a 100%). Usa pixels de 1 micron, e opera uma junção de pixeis (pixel binning) que produz imagens com 12,5 MP de resolução.

Sensor Ominivision de maiores dimensões e menos MP's

Ominivision
Representação esquemática do sensor OV50A da Ominivision.

Em síntese, estamos perante um sensor fotográfico de maiores dimensões que o presente no Xiaomi Mi 11 com 108 MP. De igual modo, é também maior (tamanho) que o de 48 MP presente no Redmi Note 10.

É, acima de tudo, uma inversão na corrida aos MP's e redefinição de prioridades. Relembramos que um sensor de maiores dimensões é sempre preferível a um com maior contagem de pixeis.

Agora, aguardamos por mais detalhes sobre a próxima versão dos Redmi Note 10 Pro com grande antecipação. Poderá este smartphone, que se espera ser competitivo, superar até o Xiaomi Mi 11?

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.