Realme prepara uma nova submarca para combater a Redmi da Xiaomi

Filipe Alves
1 comentário

A Realme já é uma submarca da OPPO, contudo, a forte concorrência da Redmi (submarca da Xiaomi) parece que fará com que a empresa crie uma nova submarca (uma submarca da submarca, isto vale tudo).

A Realme prepara-se para revelar dois novos smartphones com o nome de Narzo. Ainda não sabemos em concreto qual será a premissa destes equipamentos. Sabemos apenas que são destinados ao mercado indiano. Ou seja, é muito provável que venham também para o mercado europeu.

Realme Narzo deverão combater os Xiaomi Redmi de gama média

Realme Narzo combater Xiaomi Redmi

Visto que a Realme já nos revelou smartphones topo de gama com um preço apelativo. Exemplo disso é o Realme X2 Pro, estes novos Narzo deverão focar o seu ponto forte na qualidade / preço dos smartphones intermediários.

Para já, sabemos apenas que os novos terminais serão revelados de forma oficial no dia 21 de abril e que serão destinados ao mercado indiano. O segundo maior mercado do mundo.

A eterna batalha da Xiaomi e Realme

A Xiaomi subiu seriamente o preço do seu smartphone topo de gama. Porém, também continua a oferecer telemóveis com um preço agradável e com uma qualidade de dar valor.

O Xiaomi Mi 10 Lite, Redmi K30 ou até os novos Redmi Note 9S são perfeitos exemplos dessa aposta. Olhando para a forma como o mercado está a ser levado pela Realme, é possível que estes Narzo possam combater com esses terminais.

Enquanto isso, a Realme lançará dispositivos com um preço ligeiramente superior (ainda assim mais baixo que os novos Mi 10) mas capazes de combater frente a frente com os topo de gama da Xiaomi.

Em suma, estas afirmações são apenas palpites. No dia 21 de abril saberemos mais em concreto quais os objetivos da Realme para os próximos Narzo. Poderás ver a apresentação em direto no vídeo abaixo.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.