Realme prepara mais ataques à Xiaomi em 2020! Conhece o caminho a seguir!

Filipe Alves
Comentar

A Realme está a dar que falar nos últimos tempos. A sub-marca da OPPO tem enfrentado a Xiaomi em mercados onde a empresa chinesa tinha conquistado.

Hoje temos a confirmação que a Realme continuará a investir. Porém, desta vez a em segmentos de mercado diferentes. Segmento este onde a Xiaomi também tem uma boa parcela do seu lucro.

IOT é o caminho que a Realme marcou para combater a Xiaomi

Realme IOT Xiaomi

Agora o CEO da marca revelou que a Realme prepara-se para entrar de forma forte nos dispositivos IOT (internet das coisas em português).

Este segmento tanto pode ser wearables como produtos inteligentes para a casa. Lembro que a Realme já começou este investimento no final deste ano ao revelar os seus earphones sem fios.

Preços competitivos é a estratégia da Realme

Realme

Tal como a Xiaomi, a Realme luta para ter preços competitivo. O seu topo de gama, por exemplo, tem praticamente a mesma tecnologia de um smartphone da OnePlus (visto que são ambas marcas da BBK, dona da OPPO), e está a ser vendido por 399€ na Europa.

Ainda assim, a Realme tem um longo caminho pela frente. Pelo menos na Europa. A Realme está a seguir as mesmas pisadas que a Xiaomi tomou há uns anos com a venda online.

Contudo, o investimento da Xiaomi em lojas físicas tem aumentado na Europa. Em Portugal a marca já abriu 4 lojas oficiais e parece que o caminho continuará.

Em suma, temos aqui uma batalha interessante de se ver. Por muito que sejas um amante da Xiaomi não desprezes a Realme. É a concorrência que dá um empurrão à evolução e a Realme está a fazer isso mesmo. A Xiaomi precisa de ser mais eficaz que nunca.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.