Realme pode tornar-se uma marca independente em breve

Bruno Coelho
Comentar

A Realme tem menos de dois anos de vida, e um crescimento vertiginoso que faz com que se queira expandir cada vez mais. O próximo passo pode mesmo ser tornar-se uma marca independente.

Segundo Chung Hsiang-wei, diretor comercial da marca, a Realme pode em breve tornar-se independente da Oppo. “Espera-se que a marca desenvolva o seu próprio ecossistema no futuro”, começa por dizer.

Realme é uma marca "irmã" da Oppo

Terá de ser “completo com linhas de produção, caso o negócio continue a crescer à velocidade atual”, continuou. De recordar que tanto a Oppo como a Realme são subsidiárias da BBK Electronics Corporation, que também detém a Vivo e a OnePlus.

À data, a Realme continua a partilhar recursos com a Oppo. No entanto, a jovem empresa já tem os seus próprios departamentos de marketing, e pesquisa e desenvolvimento.

Mesmo tendo sido fundada em 2018, a Realme já é uma das cinco marca mais vendidas na Índia, o segundo maior mercado do mundo. A marca já se expandiu até à Europa, e Portugal é já um dos países para onde o seu site oficial envia dispositivos.

Claramente a Oppo e a Realme apontam para caminhos diferentes. Se a Oppo vem apostando no segmento premium, a Realme pretende oferecer o melhor custo-benefício possível aos consumidores. E assim vai certamente continuar a crescer.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.