Android RansomwareO sistema operativo Android é o mais popular do mundo. Sensivelmente 80% de todos os smartphones utilizam Android mas o sistema da Google é um dos mais apetecíveis para os meliantes. Hoje alertamos para o facto de existir uma nova ameaça bem disfarçada na PlayStore.

Navegar pela internet 100% seguro é virtualmente impossível. Salvaguardar a tua privacidade em todas as aplicações, páginas e formulários que encontrarás pela rede é igualmente uma tarefa ingrata. Contudo, temos que estar atentos a estas novas ameaças. Só assim é possível salvaguardar o que ainda é nosso.

Vê também: Podcast 137-Rumores/preços do Galaxy S8 e Huawei P10, Records Apple e mais

   

Hoje, graças aos peritos da agência Check Point (fonte), tivemos conhecimento de uma aplicação extremamente nociva que qualquer utilizador de Android pode encontrar e descarregar na PlayStore.
Chama-se Energy Rescue (não vou divulgar o link mas podem ainda encontra-la na PlayStore).

Assim que esta aplicação está instalada no teu Android ela vai carregar o software malicioso que te deixará sem acesso ao smartphone a menos que pagues a quantia exigida pelos sequestradores.

Mascarada de aplicação para poupar e aumentar a autonomia de bateria, um tema bastante popular na PlayStore, a aplicação pode fazer várias vítimas até que a notícia se espalhe, revelando assim o perigo jacente.

Esta “app” guarda (recolhe para mais tarde usar) os teus contactos, mensagens SMS e pede-te permissões de administrador. Caso acabes por conceder estas permissões, o ransomware bloqueia o Android e apresenta-te uma mensagem a exigir pagamento. A ameaça é simples e bem credível, a venda da tua informação pessoal no mercado negro.

Perigo à espreita para o Android

Para voltares a ter acesso ao teu smartphone Android terás que pagar o resgate. Esta quantia de 0.2 Bitcoins equivale a cerca de 165€ e é um dos maiores até à data.

Uma aplicação gratuita que podes descarregar da PlayStore para o teu Android, com o intuito de poupar bateria e que, afinal de contas, te sairá bem caro.

Android

Por norma as aplicações de malware que atacam sistemas operativos móveis preferem utilizar campanhas de publicidade fraudulentas. Contudo, este ransomware ataca diretamente a pessoa afetada, impedindo o acesso ao smartphone Android até que o resgate seja pago.

Em suma, não são os vírus a grande ameaça para os smartphones, sejam eles Android ou iOS. O malware aproveita-se do equipamento para, por exemplo capitalizar com a publicidade que te é apresentada. Por sua vez, o ransomware adquire um tom mais negro, atacando diretamente o utilizador e os seus dados pessoais.

Pessoalmente não creio que exista qualquer necessidade de instalares algum software para, supostamente, proteger o teu smartphone. Aplicações de anti-virus apenas lucram com o nosso medo. Está atento ao que instaladas no Android ou iOS, vê a pontuação e crítica/avaliação dos utilizadores e claro, não instales nada fora das lojas oficiais.

Outros assuntos relevantes:

Patente da Apple promete iPhone dobrável com ecrã OLED

Apple Watch é responsável por 55% das vendas de smartwatches

Samsung investirá mais no Galaxy S8 Plus do que no Galaxy S8

Viacheckpoint
Fontecheckpoint
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).