Project Treble não solucionou o problema das atualizações do Android

Carlos Oliveira

A grande assombração do Android é a fragmentação de que sofre. Este é o principal problema que a Google tem de enfrentar, embora medidas já tenham sido tomadas. Uma delas dá pelo nome de Project Treble.

Mas a verdade é que dois anos após a sua revelação, ainda não temos resultados práticos desta nova tecnologia. O objetivo seria encurtar os prazos de atualização do Android, mas estes continuam a ser demasiado longos.

Project Treble Android

Esta é a conclusão que podemos tirar do mais recente estudo divulgado pelo Computer World. Agora que o Android Pie está em plena fase de distribuição, facilmente constata-se que o Project Treble não teve o impacto que a Google desejava.

Mesmo com o Project Treble as marcas são muito lentas na atualização do Android

Foi em 2017 que a empresa de Mountain View introduziu o Project Treble. Este tem como objetivo a redução de alguns dos patamares requeridos à atualização dos smartphones para as mais recentes versão do Android.

Em suma, este programa elimina a fase de instalação dos drivers para todas as novas versões do sistema operativo. Isto significa que, uma vez atualizada uma versão do software, deixa de ser necessário recompilar os mesmos drivers para a versão seguinte.

Desse modo, esperava-se que o grande impacto do Project Treble se começasse a sentir com a distribuição do Android Pie. Afinal de contas, as construtoras passariam a aproveitar os drivers da atualização para o Oreo para libertar o Pie.

Mas a verdade é que esse cenário não se verifica. De acordo com os dados revelados pela fonte, vemos que a maioria conseguiu aumentar os prazos de distribuição. A Motorola e a HTC foram aquelas que pior registo tiveram neste capítulo.

Por outro lado, a OnePlus foi quem mais rápido disponibilizou o Android Pie para os seus todos de gama. De facto, a empresa chinesa apenas foi superada pela Google. Denota-se ainda uma considerável melhoria da parte da Samsung.

O cenário para os topos de gama de 2017 é ainda pior

Infelizmente esta é uma afirmação que já não nos surpreende. Ao analisarmos os dados referentes a topos de gama com mais de um ano, as coisas só tendem a piorar. Os tempos de atualização são ainda mais demorados.

Com efeito, neste capítulo, apenas a Google foi capaz de se superar a si própria. Todo o restante universo desta análise viu o seu desempenho piorar do Android Oreo para o Pie.

Em síntese, estes dados comprovam que o Project Treble está longe de surtir o efeito desejado. Não pelo facto de não ter cumprido com os requisito necessários, mas sim pelo gritante desinteresse por parte das marcas.

Estes dados só nos revelam que a maioria das construtoras Android não tem interesse em atualizar os seus equipamentos. A desculpa da morosidade deste processo já não pode ser utilizada, portanto, que mais poderia justificar este cenário?

Editores 4gnews recomendam:

Motorola Moto G6 e Moto G6 Play começam a receber o Android Pie

Detalhes das câmaras do Xiaomi Mi 9 revelados oficialmente

O Twitter tem guardado as tuas Mensagens Diretas apagadas

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.