Processador do Samsung Galaxy S21 (S30) é OFICIAL! E espera uma potência incrível!

Filipe Alves
1 comentário

A Samsung revelou hoje de forma oficial o processador Exynos 1080. O processador que deverá chegar de forma oficial no Samsung Galaxy S21 (ou Galaxy S30) no início do próximo ano.

Este é um processador de 5nm com uma potência bem acima daquilo que se esperava. Aliás, o chip é mais potente que o mais recente Qualcomm Snapdragon 865+.

Processador do Samsung Galaxy S21 bate mais de 615 mil pontos no AnTuTu

Samsung Exynos 1080

Na revelação oficial, Dr. Yimao Cai, diretor da equipa de desenvolvimento, referiu que o novo processador Exynos 1080 bate mais de 615 mil pontos no AnTuTu.

Isto sem o processador ser otimizado para o smartphone. Ou seja, é provável que este número suba ainda mais com o lançamento de smartphones com este chip.

O Samsung Galaxy S21 (S30) não será o primeiro com o Exynos 1080

Samsung Exynos 1080

Contudo, não esperes ver este processador só e apenas no Samsung Galaxy S21 (ou S30). Ao que parece, o primeiro smartphone a chegar com este chip de 5nm será o VIVO X60.

Lembro que a Samsung também cria hardware para outras fabricantes. Ou seja, os chips Samsung ou sensores de câmara não são exclusivos dos equipamentos Samsung.

Este processador será também responsável pela área fotográfica do smartphone. Ainda que lente tenha um papel fundamental para a fotografia, cada vez mais os processadores são relevantes. Isto porque a fotografia é sempre trabalhada depois de capturada e antes de veres o resultado final.

A Vivo já referiu que o seu VIVO X60 será o "Flagship profissional na imagem". Ou seja, será um terminal que olhará de forma séria para a qualidade fotográfica. Pois bem, este terminal será o reflexo da qualidade de imagem e desempenho do Samsung Galaxy S21 (S30).

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.