Processador do Huawei Mate 30 Pro deixa a desejar no AnTuTu Benchmark

Filipe Alves
3 comentários

Quando vemos um novo smartphone queremos sempre mais e melhor. A Huawei prometeu dois novos smartphones, Huawei Mate 30 Pro e Mate 30, com mais potência do que nunca. Contudo, temos de admitir que a potência no AnTuTu Benchmark não surpreende.

Verdade seja dita, na apresentação não vimos a Huawei a comparar a potência dos smartphones com a concorrência. Algo que fazem constantemente. Aliás, fizeram isso com as câmaras ou até com a notch do Mate 30 Pro.

Huawei Mate 30 Pro

Huawei Mate 30 Pro no AnTuTu Benchmark fica atrás da concorrência

Esta nova imagem de um dos Huawei Mate 30 com o Kirin 990 no AnTuTu Benchmark, mostra-nos o smartphone com uma pontuação de 457,357 pontos. Uma pontuação seriamente considerável para um topo de gama, porém, ligeiramente longe da concorrência.

HuaweiMate 30 Pro AnTuTu

No último mês, para termos uma ideia, tivemos a lista de smartphones mais potentes da Benchmark e ainda que já esteja desatualizada (devido ao lançamento de outros smartphones entretanto) podemos ver que o poderoso Huawei Mate 30 Pro não chega nem perto do primeiro lugar.

Lembro que o smartphone mais potente do momento é o Vivo NEX 3 chegou quase aos 500 mil pontos. Este novo smartphone chega com o processador Qualcomm Snapdragon 855+.

Isto significa que o novo Kirin 990 não consegue ultrapassar os novos smartphones que chegam com este novo chip. Exemplo disso será o OnePlus 7T, 7T Pro, novo Xiaomi Mi Mix 4 ou até o Black Shark 2.

smartphones mais potentes

AnTuTu Benchmark não é tudo num smartphone

Volto a dizer que o AnTuTu Benchmark não marca a qualidade de um smartphone. Pode até medir a potência de um dispositivo, contudo, não nos resposta à sua interação com o a experiência de utilização nem outro tipo de fatores que devemos ter em conta quando olhamos para um topo de gama.

Editores 4gnews recomendam:

3 comentários
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.