Prison Break
Wentworth Miller, Michael em Prison Break

Enquanto não estreia, oficialmente, o último episódio da quinta temporada de Prison Break, em Portugal, resta dizer que esta foi uma das melhores temporadas de sempre da série.

Vê ainda: Superstore – As peripécias que um hipermercado pode esconder!

Mais, cerca de oito anos depois – de 2009 até ao presente -, embora a vontade de ver Michael e companhia, de novo, no pequeno ecrã – agora maior e em alta-definição -, talvez pudesse suscitar um sabor agridoce.

   

Em primeiro lugar, todos tínhamos saudades do mais épico prisioneiro de sempre. Contudo, uma quinta edição, depois de um suposto fim de Prison Break, poderia tornar tudo ligeiramente forçado, passe a expressão. Pois bem, não foi isso que aconteceu, pelo menos a segunda questão.

Prison Break
Prison Break – Michael Scofield

Desse modo, e em jeito de melhor novidade do dia, há mesmo uma possibilidade de Prison Break receber uma sexta temporada. De acordo com a fonte, Wentworth Miller – o protagonista que interpreta Michael Scofield na série -, essa hipótese está sem cima da mesa, sem que implique especificidades temporais ou de outro tipo, como foi o caso desta.

6.ª temporada de Prison Break? Esperemos que seja verdade!

Para Miller, tudo dependerá do modo como se fechar este capítulo, o quinto, e que portas deixará abertas para um próximo que poderá mesmo vir a acontecer. Assim, como fã de Prison Break, é com muito gosto que escrevo este artigo e, para ti que estás a ler, que tenhas tanto gosto nisso como eu.

Ninguém quer que esta série fantástica termine. E, de facto, há muito por onde pegar, sem que a mesma se torne cansativa. Antes, terei de ver o último episódio que promete mesmo muito. Já só faltam algumas horas para que tal aconteça. Sim, eu vejo Prison Break como via há oito anos.

Outros assuntos relevantes:

Huawei quer encontrar a melhor fotografia de Portugal

Doogee Mix começará as vendas no dia 5 de junho

Google: É demasiado caro saber se homem ganha mais do que mulher

FonteThe Hollywood Reporter
Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.