Primeiras informações sobre o Xiaomi Mi 9T e Mi 9T Pro

Filipe Alves
Comentar

A Xiaomi está, alegadamente, a preparar dois novos smartphones para o mercado com o nome de Xiaomi Mi 9T e Mi 9T Pro. Estas informações não são novas, até porque o Mi 9T chegou mesmo a passar por uma certificação oficial.

Contudo, até ao momento poucas eram as informações sobre os terminais. Hoje temos o conhecimento que estes dispositivos poderão, de facto, vir a ser a versão global do Xiaomi Redmi K20 e K20 Pro. Smartphones que serão revelados no próximo dia 28 pela empresa asiática.

Xiaomi Mi 9T, Mi 9T Pro Redmi K20 Redmi K20 Pro

Xiaomi Mi 9T e Mi 9T Pro podem ser os Redmi com um nome diferente

Ainda que esta informação seja um pouco vaga, a verdade é que tem toda a lógica do mundo. Não é habitual para a Xiaomi nos oferecer um modelo "T" do seu topo de gama. Aliás, o Xiaomi Mi 8 só teve um sucessor um ano depois. A versão "T" conhecida por ser utilizada nos OnePlus deverá chegar em breve.

Assim sendo, isto significaria que a marca asiática estava já a preparar o Mi 9T e Mi 9T Pro enquanto que estava a anunciar o Xiaomi Mi 9. Algo que não acredito que tenha acontecido.

O Redmi K20 e K20 Pro estão a dar mais popularidade do que se esperava

Xiaomi Mi 9T, Mi 9T Pro Redmi K20 Redmi K20 Pro

Por isso é que acredito que a culpa é do Redmi K20. Os amantes de tecnologia móvel estão loucos para conhecer o primeiro smartphone topo de gama da Redmi.

As informações referem que o Redmi K20 será um gama média /alta e o modelo "Pro" um verdadeiro topo de gama. Ou seja, escusado será dizer que ter um topo de gama da Redmi é apelativo. Isto porque a marca sempre valorizou terminais com um preço consideravelmente mais baixo que a concorrência.

Maiores vantagens dos Xiaomi Redmi K20 e K20 Pro

  • Ecrã OLED com sensor biométrico embutido
  • Tripla câmara traseira, um sensor de 48MP Sony
  • Construção de qualidade
  • Especificações topo de gama (no Pro)
  • Preço vantajosos em ambos

Estes rumores tem fundamento, pelo menos para a Europa

Ainda que a Redmi seja uma peça importante no crescimento da empresa, a Xiaomi está a atacar a Europa com a marca Xiaomi e não Redmi. Assim sendo, não há nada melhor do que oferecer novas possibilidades com preços vantajosos. Se os terminais forem os mesmos, deveremos ter um topo de gama por pouco mais de 350€. Melhor é impossível. Venha ele com o nome de Redmi ou Xiaomi não interessa. Pelo menos para os utilizadores. Porém, para a Xiaomi é mais importante (na Europa) que se leia Xiaomi em vez de Redmi. Principalmente numa altura onde a Huawei está em maus lençóis.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.