Android Nougat
O Nougat já chegou a 10% dos dispositivos

Se és um utilizador de Android provavelmente gostarias de ter sempre a ultima versão deste sistema operativo no deu dispositivo. Uma tarefa que nunca é fácil pois estamos sempre dependentes das construtoras para receber o novo pacote de software com as novidades. Se o teu dispositivo estiver vinculado a uma operador este cenário é ainda pior pois terás que esperar pela aprovação desta.

Vê ainda: YouTube – Eis as novas regras para rentabilizar os vídeos com o AdSense

O resultado é uma enorme fragmentação dentro do sistema operativo Android. Algo que todos os meses se repete, sendo reiterado pelos próprios relatórios de distribuição oficiais. Hoje, na primeira semana do mês, temos os últimos dados e relatórios que nos mostram o panorama de distribuição e popularidade de cada versão do sistema operativo Android.

   

Android Marshmallow no topo

Como seria de esperar os smartphone a correr o Android 7.0 e 7.1.1 Nougat aumentou desde o último mês. Com um aumento de 2.4% face ao mês passado, o Nougat conta agora com 9.5%. Por sua vez, a versão dominante é o Android 6 Marshmallow, presente em 31.2% de todos os dispositivos Android. Logo em seguida temos o Android 5 Lollipop, ainda muito popular com 30.8%. Note-se que no mês passado o Lollipop ainda era o sistema dominante e só agora é que o Marshmallow ganhou vantagem.

Android
Tabela de distribuição do Android – Crédito: Android Developers

Em terceiro lugar está o Android 4.4 (KitKat) com 18.1%, seguido pela mais recente versão do sistema operativo, o Nougat com 9.5%. Temos ainda o JellyBean (4.1x-4.3) com 8.8% e ainda os Ice Cream Sandwich (4.0.3-4.0.4) e o Android GingerBread (2.3.3-2.37) empatados com 0.8%, um número pouco significativo.

Estes são os indicadores registados pela Android Developers (fonte) num período de 7 dias que terminou hoje, dia 6 de junho. No próximo mês devemos ver o Nougat a continuar a crescer ao passo que o Lollipop deverá continuar a perder quota.

O Marshmallow deverá manter a liderança durante a maior parte do ano e só quando o Android O chegar oficialmente ao público é que o Nougat poderá almejar em conquistar a posição dominante. Assim é o ritmo lento e desfasado das atualizações neste sistema operativo.

Porquê tanta fragmentação no Android?

Como saliente o site Android Authority as novas versão do sistema operativo do robô verde chegam a cada vez menos dispositivos ou demoram mais a chegar aos equipamentos. E porquê? Ora, em primeiro lugar porque as marcas, as construtoras demoram o seu tempo a desenvolver e preparar cada novo pacote de atualizações. Regra geral, após a Google disponibilizar oficialmente a nova versão do seu sistema operativo, em média terás que esperar cerca de 6 meses até que o teu smartphone ou tablet receba o novo software.

Por outro lado, as construtoras estão a lançar menos dispositivos para o mercado. Atingimos um patamar estável em que as principais marcas lançam menos dispositivos. Por norma temos um ou dois topos de gama, três equipamentos de gama média e dois ou três dispositivos para a gama de entrada. Esta é a tendência da Samsung e Huawei que entre si dominam este mercado do robô verde.

Para agravar ainda mais esta situação, os consumidores também estão a trocar menos de smartphones. Isto significa que um equipamento terá que aguentar mais anos de utilização e provocará, com o passar do tempo, um aumento ou persistência na utilização de versões mais antigas deste sistema operativo.

Sobretudo quando se trata de topos de gama, raramente alguém pode, necessita ou quer trocar todos os de dispositivo. Aliás, com o aumento de preços no mercado de gama alta esta tendência será cada vez mais latente.

Esperarás cada vez mais tempo!

O futuro não se adivinha risonho e cada vez mais terás de ser paciente. Aqui a culpa é apenas da própria Google que tem aumentado a frequência de lançamento de novas versões do seu sistema operativo para dispositivos móveis.

Veja-se por exemplo que entre o lançamento do Jelly Bean e o KitKat passaram-se 16 meses. Por sua vez o KitKat aguentou-se por mais de um ano até que foi lançado o Lollipop que foi a versão mais recente durante 11 meses. Por sua vez o Marshmallow só reinou durante 10 meses e meio até que o Nougat fosse apresentado oficialmente.  Em suma, cada nova versão deste sistema operativo mantém-se menos tempo como versão mais recente. O resultado? Uma recepção cada vez menor das novas versões do OS.

Teremos que nos habituar a esperar cada vez mais tempo até que chegue a nova grande actualização de software. Por outro lado, podemos ver as construtoras a saltar algumas versões do OS para nos dar um update mais significativo.

Por último tem que ser dito que ter a versão mais recente do Android já não é um quesito de extrema importância hoje em dia. Por exemplo, entre o Marshmallow e o Nougat não sentimos grandes diferenças numa utilização diária. Os serviços da Google são atualizados constantemente e, mesmo que a versão do sistema operativo possa permanecer ultrapassada, terás na mesma toda a fluidez e principais funcionalidades.

Não te esqueças é de atualizar todas as Apps da Google. A nível de segurança também terás atualizações mensais (os patches) que a Google tem disponibilizado mensalmente. Desta forma, mesmo que não tenhas a mais recente versão do OS, caso mantenhas as Apps atualizadas, não terás que recear pela segurança do teu dispositivo.

Outros assuntos relevantes:

Poderão produtos como o Essential Phone ter impacto no mercado dos smartphones?

Apple apresenta macOS High Sierra na WWDC

TOP 5 Android Launcher, não sejas apenas mais um!