Pokémon GO Niantic
O clássico “se conduzir não beba” pode ser substituído pelo “se conduzir não jogue Pokémon GO”.

O estudo intitula-se Death by Pokémon GO. Elaborado por uma universidade americana, afirma que nos 148 dias após o seu lançamento, o sucesso AR da Niantic causou duas mortes e aumentou o número de acidentes rodoviários. Os custos estimados dos prejuízos variam entre os 2 e os 7.3 biliões de dólares – só nos Estados Unidos.

Os investigadores da Purdue University’s Krannet School of Management fizeram uma estimativa dos relatórios policiais para acidentes de carro. Depois, particularmente interessados nas características do Pokémon GO, tentaram encontrar uma relação entre as localizações de maior afluência no jogo e os acidentes.

Vê ainda: Samsung Galaxy J5 Prime 2017 – Smartphone económico chega em breve

É afirmado no estudo que se o Pokémon GO não existisse, duas mortes na estrada teriam sido evitadas. A grande relação entre os acidentes e o jogo é feita através da localização de Pokéstops e o número maior de acidentes nesses sítios. No entanto, não foram entrevistadas quaisquer vítimas de acidentes para apurar uma efetiva correlação entre os dados.

Ainda assim, os investigadores desta universidade do Indiana sugerem que 256 acidentes de carro foram causados pelo Pokémon GO. Isto apenas entre 6 de Julho e 30 de novembro de 2016.

Sejamos sinceros, o problema não está no jogo. O problema está a estará sempre no utilizador/condutor. Esteja ele a jogar Pokémon GO ou a escrever uma mensagem, é reprovável fazê-lo enquanto conduz. Não só se coloca em perigo, como coloca outros também.

Uma relação direta entre estes números e o Pokémon GO será sempre especulativa

Estes números são apenas dos Estados Unidos e temos de ter em conta que são estimativas. Logo, devem ser olhados como tal. O estudo atesta também que de 2015 para 2016 houve um aumento de 5% no número de acidentes na estrada nos EU. A relação com o jogo? Será sempre especulativa.

Além deste estudo, não faltam casos em que atitudes reprováveis deram problemas a vários jogadores. Na Rússia, um homem de 22 anos foi preso por se ter filmado a ele mesmo a jogar numa igreja ortodoxa.

No Arizona (EU), um casal foi preso por ter deixado o filho de dois anos, sem água, para ir jogar. Um casal na Austrália foi também ameaçado com uma arma, depois de se ter deslocado a um local onde os ladrões colocaram lures como isco.

Estes e outros exemplos só reforçam o cuidado que se deve ter a jogar este tipo de jogos. A segurança em primeiro lugar. O grande trunfo do Pokémon GO está na magia de andar a pé em busca dos monstros de bolso. Para o carro devemos deixar apenas a condução em segurança.

Outros assuntos relevantes:

Vernee Active – Primeiro olhar ao smartphone robusto da empresa

Huawei Mate 10 Pro fica irresistível com aplicação da Google Play Store!

Jailbreak no iOS do iPhone e iPad pode ter os dias contados

ViaPhoneArena
FonteSkyNews
Bebe das canções de Manel Cruz, das idiossincrasias de Bruno Aleixo e dos planos de Quentin Tarantino. A escrita está-lhe no sangue, e o amor à tecnologia é uma boa desculpa para o mostrar a quem queira ler.