POCO X4 5G: o gama-média que vai surpreender foi confirmado

Bruno Coelho
Comentar

O POCO X3 NFC e POCO X3 Pro ficam marcados por serem um sucesso de vendas para a submarca da Xiaomi. O POCO X4 5G é um natural sucessor do POCO X3 NFC, e já tem nome confirmado.

Este smartphone com o número de modelo ‘2201116PG’ foi certificado pela FCC para os mercados globais no início de janeiro, e o leaker Mukul Sharma confirmou isso mesmo na rede social Twitter. O nome volta a ser confirmado agora que foi certificado na entidade Bureau of Indian Standards (BIS) com o número de modelo ‘2201116PI’.

POCO X4 5G moniker confirmed. The device has been BIS certified as well, so Indian launch is imminent.Feel free to retweet.#POCO #POCOX4 #POCOX45G pic.twitter.com/nv1gYgtkcQ

— Mukul Sharma (@stufflistings) 25 de janeiro de 2022

As certificações revelam que o smartphone chegará ao mercado com MIUI 13 de fábrica, NFC e também suporte para a bandas N5, N8, N38, N41, N77 e N78 de 5G. Suporte que, recorde-se, o seu antecessor não tinha.

POCO X4 5G pode ser uma versão modificada do Redmi Note 11 Pro 5G

Tem-se especulado que o POCO X4 5G pode ser muito semelhante ao Redmi Note 11 Pro 5G já lançado na China. O que significaria que o terminal teria um painel AMOLED de 6,6” polegadas com taxa de atualização de 120Hz.

Podemos esperar uma câmara principal de 108 MP, acompanhada por ultrawide de 8 MP e sensor de profundidade de 2 MP. A bateria do smartphone será de 5000mAh com carregamento rápido de 67W.

Ao que tem sido indicado, o Redmi Note 11 Pro 5G global chegará com o processador Snapdragon 690. Isso é algo que poderemos ver confirmado esta quarta-feira no seu lançamento global.

Só em fevereiro saberemos se o POCO X4 5G será um smartphone totalmente original, ou se apenas uma versão diferente do Redmi Note 11 Pro 5G. O equipamento só é esperado num evento global a ser confirmado para o próximo mês.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.