PlayStation Plus: quanto custam os jogos que recebeste em 2021

Bruno Coelho
Comentar

O PlayStation Plus é o serviço de subscrição das consolas da Sony que te permite jogar online, ter descontos em vários títulos ou ter acesso a vários jogos gratuitamente. Todos os meses a Sony disponibiliza alguns jogos a que podes ter acesso enquanto fores subscritor, de forma totalmente gratuita.

Este é um serviço com uma subscrição anual de 59,99 €, ou que pode ficar por 39,99 € se o renovares em alturas como a Black Friday. É um valor que facilmente compensa, já que é superado pelo de alguns jogos novos. Mas quanto aos jogos que recebeste em 2021, quanto poupaste se os fosses efetivamente comprar?

PlayStation Plus 'ofereceu' jogos num valor superior a 1400 dólares

O site Polygon fez as contas, e o PlayStation Plus proporcionou aos utilizadores jogos com um valor recomendado de 1425 dólares. Este é um valor dividido entre 40 jogos oferecidos, com uma média de 35 dólares por título.

playstation plus

Estes números foram combinados a partir do valor na PlayStation Store à data de escrita do artigo, e estes contam com uma média de 73,8 no MetaCritic. Cinco dos títulos são compatíveis entre a PS4 e a PS5, nove apenas com a PS5, e cinco apenas com o PlayStation VR. Todos os outros são compatíveis com a PS4.

E não se pense que a PlayStation te proporciona jogos desinteressantes. Logo em janeiro presenteou os subscritores com ‘Shadow of the Tomb Raider’ e ‘Control: Ultimate Edition’ foi o destaque de fevereiro.

Em março não há como não destacar ‘Final Fantasy 7 Remake’, e ‘Days Gone’ destaca-se em abril. Maio trouxe ‘Wreckfest’, e junho ‘Virtua Fighter 5 Ultimate Showdown’. O verão não fechou sem ‘Call of Duty: Black Ops 4’ (julho), ‘Plants vs. Zombies: Battle for Neighborville’ (agosto) e ‘Hitman 2’ (setembro).

O ano fechou com ‘Mortal Kombat X’ em destaque em outubro, ‘Knockout City’ em novembro e ‘Godfall’ neste mês de dezembro.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.