Pixel Pass é a resposta da Google ao Apple One

Mónica Marques
Comentar

Depois das fugas de informação sobre as especificações da linha Pixel 6 da Google, eis que agora surgem novidades relacionadas com a compra do terminal.

Desta vez, as notícias dão conta de que os novos smartphones podem incluir a assinatura Pixel Pass.

Assinatura Pixel Pass pode incluir acesso ao Google One, Play Pass e YouTube Music/Premium

À medida que se aproxima a data do evento Google, marcado para o próximo dia 19 de outubro, surgem mais informações sobre as novidades que a gigante tecnológica vai apresentar.

Depois de reveladas as principais especificações do Pixel 6 e Pixel 6 Pro, surgem agora novas informações sobre a forma como os novos smarphones podem vir a ser adquiridos. A assinatura Pixel Pass é a mais recente revelação.

Pixel Pass: This appears to be a blend of the iPhone upgrade plan where you can get a new phone every year and the Apple One Subscription.Contains YouTube Premium, Google One, Play Pass, extended warranty, and is associated with Google Fi.#pixel6 #teampixel pic.twitter.com/iU7VTc16vS

— M. Brandon Lee | THIS IS TECH TODAY (@thisistechtoday) 10 de outubro de 2021

Esta assinatura pode ser a resposta da Google ao Apple One, uma vez que não só incluía um smartphone Pixel 6 como também acesso ao Google One, Play Pass e YouTube Music/Premium. A informação foi avançada pelo leaker M. Brandon Lee, na sua conta Twitter This Is Tech Today.

Pixel Pass com uma versão para utilizadores sem Google Fi

A mesma fonte adianta que a assinatura podia ser associada ao Google Fi, que apenas está disponível nos EUA, mas que vai existir uma versão para utilizadores que tenham uma operadora diferente.

A fuga de informações sugere ainda que para já a assinatura pode estar disponível apenas nos Estados Unidos da América. Mas assim que chegar à Europa pode ter um preço de 649 euros para o modelo Pixel 6 e 899 euros para o Pixel 6 Pro.

Se esta informação se confirmar, a grande vantagem para a Google é que, através do Pixel Pass, pode obter uma receita recorrente, em vez de lucrar com uma compra única através dos smartphones. Já para os utilizadores, a vantagem seria a disponibilização de atualizações do dispositivo, ao contrário do que acontece com o Apple One.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.