Patentes LG prometem mudança significativa nos seus smartphones

Filipe Alves
Comentar

A LG não está em festa nos últimos anos. Pelo menos no setor mobile. A fabricante que outrora foi referência, está aos poucos a perder o seu nome e influência.

Porém, ainda há quem acredite que a LG tem uma palavra a dizer. Sou uma dessas pessoas e tudo o que vejo que a marca tenta trazer de novo fico feliz. Hoje temos duas patentes que nos mostram que o futuro dos smartphones da LG pode ser bem diferente dos telemóveis de hoje.

Smartphones LG sem botão

Smartphones sem botões

Tal como a Meizu e Vivo, também a LG está a trabalhar em smartphones sem botões. Estas patentes mostram dois terminais diferentes e um deles sem qualquer botão físico.

Como podes ver nas imagens, o terminal com uma câmara tem lá marcado o lugar do botão físico, porém, o outro não oferece essa possibilidade.

smartphone LG

Podemos ver ainda que não há local para o sensor biométrico. Assim sendo, podemos presumir que ficará no ecrã. A LG é uma das poucas marcas que ainda não nos ofereceu este tipo de tecnologia nos seus smartphones.

LG prepara smartphone com 4 câmaras

Estas patentes revelam também que a marca está a trabalhar também num smartphone com 4 sensores. Até ao momento a LG tem investido em 3 com o LG G8s ThinQ e V50. Assim sendo, podemos também presumir que a fabricante tem mais um truque na manga.

A LG foi das primeiras a oferecer sensores com grande angular e cada vez mais esta tipologia é procurada na câmara de um smartphone.

Em suma, estou ansioso por ver a LG de volta às luzes da ribalta. É uma marca que gosto e que traz qualidade. É apenas uma pena que continue a fazer as coisas tão mal feitas. No que toca à escolha das características dos seus smartphones (que anda sempre um passo atrás) e no fabrico dos seus equipamentos (demora sempre mais de 3 meses desde a apresentação até à chegada às lojas).

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.