Patente revela como poderá ser o Samsung Galaxy Fold 2

Filipe Alves
Comentar

Depois de meses de trabalho logo após a apresentação oficial do Samsung Galaxy Fold, eis que novas patentes mostram como é que a Samsung poderá abordar o seu sucessor.

Os rumores não tem sido muitos, até porque a marca sul-coreana está a ter sérios problemas para lançar o seu primeiro smartphone dobrável para o mercado. Ainda assim, a fabricante continua a trabalhar em evoluções e estas imagens revelam como poderão ser.

Possível Samsung Galaxy Fold 2

Samsung Galaxy Fold 2

Vemos que o smartphone terá um aspeto mais quadrado do que o típico smartphone. Ou seja, tanto pode ser este um telemóvel como um tablet pequeno que se transforma quando aberto.

A ideologia, contudo, é a mesma. Temos um equipamento que se abre em dois e câmaras no canto traseiro do smartphone. Uma das partes frontais (quando dobrado) é também um ecrã. Algo que já vimos no primeiro Galaxy Fold. Daí dizermos que este pode muito bem ser o seu sucessor.

Com uma notch reduzida no interior

Samsung Galaxy Fold 2

Ao que parece, nesta patente, a Samsung conseguiu reduzir o tamanho da notch interior. Lembro que o Samsung Galaxy Fold conta com um pequeno recorte no ecrã quando aberto. Esta patente demonstra que a Samsung está a trabalhar de forma a evitar que tal aconteça no futuro. Pelo menos de uma forma tão acentuada.

Resta-nos apenas saber quando é que veremos um modelo destes no mercado. Lembro que uma patente não garante que o equipamento será oficial. Em vez disso, temos a confirmação que a Samsung tem trabalhado no seu sucessor e descobriu tecnologia que vale a pena patentear de forma à concorrência não copiar o formato do equipamento.

Enquanto isso, esperamos ansiosamente pelo primeiro smartphone dobrável da Samsung que deverá sair para o mercado ainda este ano com um valor a rondar os 2000€.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.