Patente da Xiaomi mostra como serão as futuras câmaras frontais dos seus smartphones

Filipe Alves
1 comentário

A Xiaomi é uma das marcas que mais destaque tem nos mundo de smartphones. A mais recente patente da marca, revela qual será a próxima abordagem às câmaras frontais dos seus dispositivos.

Não fiques muito feliz porque parece que o "buraco no ecrã" parece ser para continuar. Ainda assim, o desenho exposto nas patentes mostra uma dupla câmara frontal na vertical e horizontal.

Eis as patentes da Xiaomi para as câmaras frontais dos seus smartphones

Patentes smartphones Xiaomi

Nas imagens vemos 3 abordagens diferentes. Algumas já vistas em smartphones da marca, como é o exemplo do buraco no ecrã do Xiaomi Mi 10 e Redmi K30 Pro.

A diferença é que, aparentemente, teremos uma dupla câmara frontal. Ou seja, dois pequenos buracos no ecrã em vez de um grande (como fez a Huawei com o P40 Pro).

  • Duplo buraco na vertical no canto superior esquerdo
  • Duplo buraco no centro do ecrã
  • Duplo buraco horizontal no canto superior esquerdo
  • Duplo buraco horizontal no canto superior direito

Este deverá ser o futuro dos smartphones Xiaomi

Xiaomi Mi 10 Pro, câmara buraco no ecrã

Ainda que as patentes não confirmem que a marca optará por tal ideologia, neste caso, acredito que tal acontecerá. Isto porque temos visto um investimento da marca em smartphones com buracos no ecrã.

Impossível dar um melhor exemplo que os mais recentes topo de gama Xiaomi Mi 10 e Mi 10 Pro. A Xiaomi tinha capacidade e tecnologia para nos dar uma câmara pop-up nos seus equipamentos, porém, parece que se está +a desviar dessa possibilidade.

Os buracos deverão ser uma alternativa até que a tecnologia de câmara embutida no ecrã chegue. A característica já está a ser trabalhada por várias fabricantes e a Xiaomi é uma deles.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.