4gnews-malware-android

No penúltimo artigo desta pequena história, abordarei três empresas que já tiveram piores e/ou melhores dias no universo Android. LG, Motorola e Sony são todas elas diferentes, mas partilham o facto de que, para a maioria do público, não serem carne ou peixe, passe a expressão.

Pois bem, comecemos pela LG. A empresa coreana tem vindo a perder poder no mercado Mobile. Geralmente, os seus flagships até são bons mas só cativam os consumidores quando o seu preço se reduz. Ou seja, para o público, parece que estes smartphones não valem o seu preço de lançamento e, por isso, este espera por uma promoção aqui e ali para o adquirir. Porém, e se olharmos para 2015 e 2016, a LG até tem lançado bons smartphones de gama-alta.

   

lg-v20-4gnews-8

O LG G4 era elegante e tinha todo aquele conjunto de capas em pele que poderiam ser escolhidos para tornar o telemóvel ainda mais único e, no caso do G5, a construção em metal foi vista com bons olhos, para não falar da sua tecnologia modular. Entretanto, a evolução, pela positiva, do V10 para o V20 foi, também, notória. Mas então, o que leva a que os resultados da empresa não sejam tão bons quanto o esperado?

Em primeiro lugar, a LG tem promovido de uma forma pouco eficiente os seus produtos. Eles chegam ao mercado com um preço elevado e pouco ou nada é publicitado. Deste modo, a maioria dos consumidores não se apercebe do potencial destes produtos e acaba por escolher um da concorrência a preço equivalente. Por outro lado, as restantes empresas – principalmente no mundo Android, como a Huawei e a Samsung – têm feito um excelente trabalho e, como é óbvio, isso dificulta o sucesso da LG.

Por estas razões, a LG terá de ser bem mais realista no ano de 2017. Abordar o mercado de outra maneira e pensar que para além das duas empresas mencionadas no último parágrafo, também a Nokia e Google farão companhia. No entanto, não há motivos para alarmes uma vez que os dispositivos da marca têm evoluído bem, principalmente os da linha V. Veremos.

Moto Z
Moto Z

Quanto à Motorola. 2016 era um ano de teste para a empresa que havia sido adquirida pela Lenovo mas, para ano de teste, correu muito bem. A Motorola vinha caindo ligeiramente nos últimos tempos mas, a lufada de ar fresco trazida pela gigante chinesa veio mesmo a calhar. Então se começarmos a falar nos Moto Z…isso sim é um smartphone modular. Prático, elegante e bem capaz de satisfazer as necessidades de qualquer consumidor, ainda para mais dada a sua versatilidade.

Com efeito, 2017 deverá ser ainda melhor para toda a empresa que, já é um sucesso no Brasil e que poderá vir a sê-lo em Portugal, onde os Moto ainda não são os preferidos no mercado de gama-média, por exemplo. O Moto X do próximo ano, bem como os novos Moto G e o fantástico sucessor do Moto Z prometem muito e, por isso, fica o aviso às concorrentes. Que continue o bom trabalho.

xperia-sony-logo-vector

Por fim, mas não menos importante: a Sony. A Sony é uma empresa pela qual tenho grande estima pois sempre vi os seus produtos como sinónimo de boa qualidade. E assim continua como é óbvio. Porém, o passado mais recente da empresa no setor Mobile esteve longe de ser feliz e a empresa japonesa tem adotado algumas atitudes menos positivas. O lançamento de dois flaships por ano nunca foi algo que compreendesse e, mesmo depois da queda da linha Z para o início dos smartphones X, a tendência manteve-se.

Desta forma, não espero nada que não alterações significativas para 2017. E não, patrocinar a Liga dos Campeões não chega. É preciso dinamismo contante, preços justos e equipas de Marketing a funcionar corretamente. De que vale ter abandonado o mercado dos Estados Unidos se no fim fica tudo igual também na Europa?

xperia-xz-1

Pois bem, a Sony não tem, neste momento, capacidade para competir no mercado de gama-alta mas sim no mercado de gama-média. A empresa só terá que se esforçar mais em 2017 para quebrar esta tendência negativa que a vem assombrando nos últimos anos. Nada de mudanças radicais, mas sim mudanças planeadas e futuristas. Não tenho num smartphone Sony. Não. Mas quero que a empresa volte a mostrar o que foi outrora. Esperemos que neste ano, em que se comemora o 10.º aniversário do iPhone, os Xperia voltem a reerguer-se e a mostrar que os japoneses também fazem bons smartphones.

Talvez queiras ver:

Este é o novo Honor Magic com ecrã curvo e Inteligência Artificial

Motorola Moto M já chegou à Europa com preço justo!

Atualização do Facebook Messenger é um ataque ao Snapchat

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.