Parlamento Europeu aprova iniciativa para introdução de carregadores universais

Carlos Oliveira
1 comentário

O Parlamento Europeu aprovou, de forma inequívoca, a criação de uma lei que obrigue ao uso de carregadores universais. O principal intuito desta nova lei é reduzir o desperdício eletrónico.

Caberá agora à Comissão Europeia legislar esta iniciativa até julho de 2020. O Parlamento Europeu indica ainda quais os pontos que devem ser acautelados no documento final a ser aprovado até ao verão:

  • tomar medidas para melhor garantir a interoperabilidade de diferentes carregadores sem fio com diferentes dispositivos móveis;
  • considerar iniciativas legislativas para aumentar o volume de cabos e carregadores coletados e reciclados nos estados membros da UE;
  • garantir que os consumidores não sejam mais obrigados a comprar novos carregadores com cada novo dispositivo.

Carregador

Nova legislação irá também afetar os carregadores sem fios

Como se pode ver pelas indicações deixadas pelo Parlamento Europeu, os carregadores sem fios também serão visados nesta nova lei. Também estes deverão seguir um padrão para que qualquer dispositivo eletrónico com essa tecnologia possa usar o mesmo carregador.

O organismo europeu quer ainda tomar medidas para aumentar os números da reciclagem destes produtos por toda a União Europeia. O Parlamento Europeu nota que, em 2016 e só na Europa, foram gerados 12,3 milhões de toneladas de resíduos eletrónicos, o que equivale a uma média de 16,6 quilos por habitante.

Apple sempre se opôs à criação desta nova lei

Desde que se soube desta intenção do Parlamento Europeu que a norte-americana Apple se insurgiu contra a mesma. Na sua opinião, esta legislação irá "sufocar a inovação".

Recorde-se que a Apple tem se recusado a abandonar a entrada Lightning nos seus iPhone, mesmo quando a maioria do mercado Android já adotou o USB-C. Existem ainda muitos pormenores por conhecer acerca desta nova lei, mas é receio da norte-americana que seja inscrita a obrigatoriedade do uso do USB-C.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.