Parkman E2 o pequeno Powerbank que me tem servido com qualidade

Filipe Alves

PARKMAN E2 2 (1)

É tão simples deixar passar pequenas coisas no mundo de gadgets. Há uns dias atrás foi-me oferecido um powerbank que venho a utilizar desde então e já que a minha profissão é de tech blogger porque não falar do bad boy?

Este produto foi comprado na Amazon UK, que infelizmente não envia para Portugal, mas as boas notícias é que no Ebay não terás problemas, podes lá dar um salto, mandas mensagem ao vendedor que queres para Portugal e pelo que fui informado não terás stresses.

PARKMAN E2 1 (1)

O Powerbank tem o valor de +/- 14 euros e não tem muitos mAh, aliás, com apenas 2200 mAh este powerbank só me carrega 65% (mais coisa menos coisa) do Galaxy S7, mas é tão cómodo que achei que merecia ser falado.

O Parkman E2 é pequeno, simples e encaixas no smartphone de uma via entrada MicroUSB já incluída no powerbank, enquanto continuas a trabalhar com o telefone como se nada fosse. É verdade que não é das cenas mais confortáveis, mas eu andava com um Powerbank de 12.000mAh por isso podes imaginar o peso que aquilo não me fazia e como ligava com fio ainda mais incomodativo ficava.

PARKMAN E2 3 (1)

Uma das limitações que tinha quando usava o meu grande powerbank era a mobilidade, se não levasse mochila preferia não andar com aquilo no bolso porque era grande e pesado, este é pequeno e funcional.

O Parkamn E2 tem basicamente a largura do Galaxy S7 e a parte inferior é ligeiramente mais grossa para armazenamento da bateria e melhor grip.

Basta tirar a tampa e utilizar, podes "atar" essa mesma tampa à carcaça com um pequeno atilho e tens ali um powerbank para o desenrasque. Um gadget que sem margem para dúvida aconselho a compra. Há melhores? Há! Há maiores? Também há, mas este é cómodo e funcional e como a experiência tem sido positiva decidi dar o gadget a conhecer.

Talvez queiras ver:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.