Oukitel U15 Pro com 5.5" HD, 3GB de RAM e 32GB ROM chegará por menos de 110€

Filipe Alves

oukitel-u15-2

A Oukitel revelou há pouco tempo que estaria prestes a lançar um novo smartphone para o mercado. O equipamento foge um pouco à ideia dos antecessores visto que é feito para uma gama superior.

Este novo Oukitel U15 Pro está longe de ser um topo de gama, mas é o flagship da marca, é o telefone que a empresa acredita que os levará a um outro patamar.

Vê ainda: Google Pixel: Tudo o que precisas de saber sobre os rivais do iPhone 7

A empresa Chinesa tem focado os seus esforços nos dispositivos de gama-baixa e tem-se saído bem, vamos lá ver que tal este pode influenciar os smartphones de gama-média.

No que toca a especificações o Oukitel U15 Pro chega-nos com o muito usado processador MediaTek MT6753, 3GB de RAM, 32GB de memória interna e com possibilidades de expandir via MicroSD.

oukitel-u15-3De referir que o gadget oferece ainda uma câmara principal de 16MPx, 3000 mAh de bateria e um ecrã de 5.5" polegadas HD.

Sabe mais sobre a promoção de pré-venda aqui

Como indiquei, está longe de ser igualado a um smartphone na escala dos 200€, por isso é que o U15 Pro ficará pelos 106€ (119$), um preço super interessante para um smartphone maioritariamente de metal e com estas especificações.

oukitel-u15-1

Atenção que este valor é promocional e o preço do menino subirá para 125€, um desconto pequeno mas que vale bem a pena.

Sabe mais sobre a promoção de pré-venda aqui

O smartphone começa a sua saída dos armazéns a meados de Novembro, mas acredito que seja um smartphone que valerá a pena a espera.

Talvez queiras ver:

Google mudou o “chip”: as outras empresas que se preparem para serem pixelizadas

Lenovo Phab 2 Pro será colocado à venda no mês de novembro

Apple descontinua a única Apple TV abaixo dos 100€

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.