Os 10 smartphones Android mais poderosos do momento segundo o AnTuTu

Filipe Alves
Comentar

A nova lista do AnTuTu Benchmark mostra-nos quais são os 10 smartphones Android mais poderosos do momento. Ainda que o AnTuTu não "fale" tudo sobre os equipamentos, é uma excelente ferramenta de comparação e na qual as fabricantes têm em consideração.

Não deixa de ser interessante a omissão de smartphones de marcas como a Samsung e Huawei no leque que está representado. Lembro que não vai há muito tempo que a Huawei liderava com os seus Mate 20.

Lista de smartphones Android mais poderosos do AnTuTu

smartphones Android AnTuTu

Na lista do momento temos um inesperado líder. O Vivo NEX 3 5G é o mais poderoso smartphones Android. O smartphone não está à venda na Europa e é uma pena. O dispositivo tem tudo para ser um terminal de enorme destaque. A Vivo continua com o segundo lugar com o IQOOPro 5G.

No terceiro e quarto lugar já temos "caras familiares". A OnePlus conseguiu o destaque com os seus novos OnePlus 7T. Esta subida face aos antecessores deve-se ao novo processador Qualcomm Snapdragon 855+.

A Asus vem logo de seguida com o seu smartphone gaming, Rog Phone 2. E a Xiaomi ocupa o sexto e sétimo lugar O Mi 9 Pro 5G é o primeiro da marca com uma pontuação impressionante. Principalmente dado o seu valor.

O smartphone de gaming da marca asiática está no oitavo posto. Lembro que este smartphone já liderou esta tabela. Por fim, temos o Realme X2 Pro, o Meizu 16s Pro e o Xiaomi Redmi K20 Pro, também conhecido como o Mi 9T Pro.

A potência não é tudo

Por muito que goste de um smartphone potente, o User Interface é também importante. Certamente por isso, se me dessem a escolher um equipamento destes 10 iria para a OnePlus, Xiaomi ou Realme. Por nos dar um sistema mais capaz e com um design mais europeu.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.