Organização Mundial de Saúde reconhece vício por gaming com uma doença

Carlos Oliveira
Comentar

Num congresso realizado esta semana, a Organização Mundial de Saúde acaba de reconhecer oficialmente uma nova doença. Classificada como "Desordem de jogo", esta organização das Nações Unidas acaba de declarar o vício por jogos como uma doença.

Esta condição já havia sido classificada pela OMS em janeiro do ano passado, mas só agora passa a ser oficial. Por conseguinte, a "Desordem de jogo" passará a ter efeitos a partir de 1 de janeiro de 2022.

Gaming

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, esta nova doença caracteriza-se por um comportamento ligado ao gaming recorrente. Neste espectro incluiu-se tanto o gaming online como offline em computadores, consolas ou smartphones.

Como a OMS pretende detetar este nova doença

A organização dá-nos ainda as linhas guias para que este tipo de doença possa ser diagnosticada. Em primeiro lugar, temos o controlo que os jogos exercem sobre nós. Em segundo lugar, o aumento da prioridade dada por um indivíduo aos jogos, em detrimento de outras atividades.

Por último, a continuação desta prática mesmo quando ela estiver a ter efeitos negativos na vida de um individuo. Aqui incluiu-se a nossa vida social, familiar, profissional e outras de grande importância.

Gaming smartphone

Naturalmente que esta decisão foi contestada pelas entidades diretamente ligadas ao ramo. A indústria do gaming já se manifestou contra a decisão, classificando-a como apressada e baseada em estudos contraditórios.

Adicionalmente, entidades como a Associação de Software de Entretenimento veio enaltecer os benefícios para a economia, política e mesmo académica que o gaming pode trazer consigo. Declarações que servem igualmente de protesto à decisão da OMS.

A OMS justifica a decisão tomada

Perante estas expectáveis declarações, a OMS já fez saber quais os motivos que levaram à sua declaração. Esta organização diz que esta decisão foi tomada tendo como base evidências reais e pareceres de vários especialistas de várias áreas.

Costuma-se dizer que tudo faz mal quando é em demasia. O gaming pode efetivamente trazer benefícios para as pessoas, mas quando é praticado em demasia, também tem os seus efeitos negativos.

Assim sendo, apelamos sempre ao bom senso dos nossos leitores. Se gostas de jogar, acredito que o devas fazer, mas sem que isso prejudique outras área importantes da tua vida.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.