Oppo tem a solução para esconder todas as câmaras nos seus smartphones

Carlos Oliveira
Comentar

As patentes são a forma que temos de conhecer antecipadamente os planos das várias empresas tecnológicas. A mais recente submetida pela chinesa Oppo mostra-nos como será possível esconder as câmaras dos seus smartphones.

Vale frisar que a ideia não passará por esconder apenas a câmara frontal do dispositivo. A Oppo pretende resguardar até o módulo traseiro, concebendo um equipamento uniforme em ambas as faces.

Um smartphone sem câmaras à vista é a ideia da Oppo

Aquilo que a Oppo registou legalmente visa embutir todas as câmaras dos seus equipamentos no seu interior. Ou seja, estas não mais serão que componentes internos do dispositivo, constantemente longe do olhar do utilizador.

Oppo patente
Créditos: LetsGoDigital

Assim sendo, a chinesa socorrer-se-á de dois espelhos para capturar a luz que habitualmente é captada pelas lentes fotográficas. Estes espelhos ficarão alojados na parte superior do smartphone, tal qual os mecanismos das câmaras frontais pop-up.

Isto significa que um módulo poderá atuar como câmara principal e frontal do mesmo equipamento. Ademais, será possível captar imagens laterais, providenciando uma visão 360º como ainda não vimos.

Sempre que o utilizador pretender tirar uma fotografia ou gravar um vídeo, os dois espelhos surgirão no topo do smartphone. A ideologia base das câmaras frontais pop-up, mas agora alargada a ambas as faces do equipamento.

Qualidade das imagens pode ser um receio

Tal como acontece nas câmaras frontais embutidas no ecrã, esta filosofia poderá suscitar receios acerca da qualidade das imagens captadas. Afinal de contas, a luz não incidirá diretamente na lente do equipamento, mas sim através de um intermediário.

Ainda é cedo para aferir a viabilidade deste mecanismo e nem sequer é garantido que alguma vez venha a ser aplicado. A ideia está registada e patenteada, cabendo agora à Oppo decidir, em consciência, se valerá a pena transpô-la para o mercado.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.