Operadoras portuguesas dizem que a Anacom não está a ser justa!

Filipe Alves
5 comentários

A Anacom publicou recentemente uma análise de mercado que concluiu que o preço dos tarifários das operadoras móveis é seriamente superior ao resto da Europa.

Nesta análise de mercado a Anacom referiu que "entre o final de 2009 e Abril de 2020, os preços das telecomunicações em Portugal aumentaram 7,7%, enquanto na UE [União Europeia] diminuíram 10,4%". Porém, as operadoras portuguesas não concordam com esta análise.

Operadoras portuguesas referem que é uma análise injusta

Operadoras portuguesas ANacom

A Apritel (Associação dos Operadores de Comunicações Electrónicas), que representa as operadoras móveis como a Vodafone, MEO, NOS e NOWO, referiu que esta comparação é injusta porque não olha de forma ativa para o mercado português onde a realidade é outra. Isto porque em Portugal, segundo a Apritel, "87,8% das famílias têm serviços em pacotes 3P ou 4/5P".

Ou seja, um serviço de telecomunicações móveis que não pode ser comparado aos típicos tarifários móveis dos países da União Europeia.

E quem não tem (nem quer) estes pacotes?

Contudo, isto leva-me a pensar numa outra perspetiva que as operadoras não querem referir e que a Anacom referiu, e bem, na sua análise de mercado.

Sou um cliente sem serviço de televisão em casa porque não considero vantajoso para mim. Assim sendo, sou também daqueles que paga um balúrdio por um serviço de internet móvel.

Se em Portugal pago uma média de 16.99€ para ter 5GB de internet móvel e chamadas para outras operadoras. No Reino Unido, por exemplo, pagava 10€ por 12GB. Tarifário que ainda existe na "Voxi" uma operadora controlada pela Vodafone UK.

Porém, sei que há melhores tarifários pela Europa fora. Aliás, há umas semanas, uma operadora francesa 100GB de internet aos seus utilizadores por apenas 16.99€ por mês.

Assim sendo, não gosto muito quando as operadoras dizem que algo não é "justo". Até porque, neste cenário, todos sabemos que não melhoram os tarifários porque não lhes convém e os tais serviços "P" compensam-lhes (e muito)!

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.